Parada das Nações: Albânia


Sigla: ALB
Medalhas na história: O 0 | P 0 | B 0 | Total: 0
Em Londres... O 0 | P 0 | B 0 | Total: 0

A primeira participação da Albânia em Jogos Olímpicos data de 1972, em Munique, mas os albaneses nunca chegaram muito perto de medalhas nas Olimpíadas.

O país ficou fora dos Jogos entre 1976 e 1988, retornando em Barcelona 1992. Em 2008 e 2012, enviou 11 atletas para o evento, sendo essas as maiores delegações albanesas em Jogos Olímpicos. No Rio de Janeiro, a delegação da Albânia foi de apenas seis atletas

Esportes Fortes:

Levantamento de Pesos: Os melhores resultados da Albânia em Jogos Olímpicos vieram no Levantamento de Peso. Ilirjian Suli conseguiu o 5º lugar na categoria até 77kg em Sidney 2000 e Briken Calja igualou esse resultado na Rio 2016 na categoria até 69 kg

Calja é a esperança albanesa para o Tóquio 2020 foto: Reprodução

Destaques:

Briken Calja (Levantamento de pesos): O albanês de 29 anos vai para sua terceira olimpíada como esperança de medalha da Albânia. Em Londres 2012, terminou em nono lugar. Em 2013 foi suspenso por 2 anos após ser flagrado no antidoping, voltando a tempo para tentar uma vaga nos Jogos de 2016, onde terminou em quinto lugar. Nesse ciclo, Calja foi campeão europeu em 2018 e ficou em quinto no mundial de 2019 e espera conseguir a primeira medalha olímpica da história da Albânia em Tóquio.

Luiza Gega (Atletismo): A porta-bandeira dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro fez um bom ciclo, que culminou no nono lugar no mundial de atletismo na prova dos 3000 metros com obstáculos, onde ela conseguiu o índice para Tóquio. Ela pretende chegar em sua primeira final olímpica e quem sabe, lutar por medalha


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes