Técnicos da seleções masculina e feminina de basquete comentam grupos do pré-olímpico mundial



As seleções brasileiras conheceram nesta quarta-feira (27) os caminhos para a Olimpíada de Tóquio 2020. As meninas jogarão o torneio classificatório em Bourges, na França, ao lado das francesas, da Austrália e de Porto Rico. Três seleções se classificam para os Jogos Olímpicos. No masculino, a seleção brasileira jogará em Split, na Croácia, diante dos croatas e tunisianos na primeira fase. Caso avance para a semifinal da sede, o Brasil pode cruzar com México, Alemanha ou Rússia. Apenas o campeão vai para Tóquio 2020.

No hotel Venit, no Rio de Janeiro, os técnicos das seleções, José Neto e Aleksandar Petrovic, acompanharam ao lado da imprensa o sorteio. E depois conversaram com os repórteres e TV's presentes. Assim como na véspera, Petrovic deixou claro que não queria enfrentar a Sérvia em Belgrado. E o sorteio o ajudou. O Brasil caiu com Tunísia e pegou a Croácia como sede. Na primeira fase, o país precisa vencer um desses dois jogos para avançar à semifinal do Pré-Olímpico. Do outro lado, México, Alemanha e Rússia vão brigar pelo outros dois postos nas semifinais. Os vencedores das semifinais decidem o campeão do Pré-Olímpico e o classificado para Tóquio 2020.

Já no feminino, o Brasil caiu no mesmo grupo de Austrália e França, que estiveram entre as quatro melhores seleções do mundo no último Mundial. Porto Rico completa a chave. São três vagas na Olimpíada e basicamente o Brasil precisa de uma vitória para se garantir nos Jogos Olímpicos. Este ano, a seleção feminina enfrentou as portorriquenhas em duas oportunidades, no Pan de Lima e na AmeriCup, e venceu em ambas: 64 a 58 e 95 a 66.

Após o sorteio, Aleksandar Petrovic falou um pouco sobre o seu planejamento para o Pré-Olímpico e do que achou da situação do Brasil. Petrovic passou duas semanas no Brasil, em dezembro irá na Espanha falar com os atletas que atuam na Europa, e no ano que vem, irá até os Estados Unidos se encontrar com os jogadores da NBA. O planejamento terá treinos no Brasil antes do Pré-Olímpico e amistosos na Europa.

"Não entremos no grupo da Sérvia e essa era a minha preocupação inicial. Jogar contra a Sérvia, em Belgrado, é uma missão quase impossível. É uma coisa boa não jogarmos lá. Eu tenho muita experiência de jogar esses torneios pré-olímpicos. Não é tão importante olhar quem vamos enfrentar, mas sim focar na nossa equipe. É um torneio muito curto, de uma preparação muito curta e não podemos nos equivocar na forma de jogar. Brasil tem a chance de ganhar esse torneio em Split" garantiu o treinador.

José Neto, técnico do feminino, também falou da sua preparação. A seleção feminina vive um ano de 2019 iluminado. Venceu o Pan de Lima, acabando com um jejum que vinha de 1991, foi bronze na AmeriCup e venceu a Argentina em Bahía Blanca para se classificar para o Pré-Olímpico Mundial. As meninas se apresentam em janeiro, treinam no Brasil e também farão amistosos na Europa antes da estreia.

"Temos de aguardar a confirmação dos confrontos após o sorteio. Teoricamente, pela colocação ali, o nosso primeiro jogo seria contra Porto Rico, mas a FIBA permite que a sede decida pela sequência, o que considero justo, e então vamos aguardar essa definição. Mas eu sempre vou preparar as minhas equipes para vencer todos os jogos, independentemente do adversário. Nós vamos estudar cada adversário e entrar para ganhar. Essa nossa equipe surpreende, tem um brilho diferente. Elas têm um comprometimento muito grande e chega a emocionar."

foto: Divulgação/CBB

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes