Mundial de Atletismo 2019 - Dia 8: Dalilah Muhammad bate novamente o recorde mundial dos 400m com barreiras


Cinco finais foram disputadas no Estádio Internacional de Khalifa em Doha. Na final feminino do lançamento de disco, a brasileira Fernanda Martins terminou na sexta posição com a marca de 62.44, obtida em sua segunda tentativa. Cuba fez dobradinha, com ouro ficando para Yaimé Pérez com 69.17 e a prata com Denia Caballero com 68.44. O bronze ficou para a croata Sandra Perkovic (66.72).

Outra dobradinha veio na final feminina dos 400m com barreiras, em que a americana Dalilah Muhammad venceu com o tempo de 52.16, batendo em quatro centésimos o recorde mundial que era dela mesma, que havia batido pela primeira vez no final de julho no Campeonato dos Estados Unidos. Sua compatriota Sydney McLaughlin fez o tempo de 52.23, sendo este o terceiro melhor tempo da história da prova. A jamaicana Rushell Clayton com 53.74, ficou com o bronze e fez sua melhor marca na carreira.

Na final masculina do salto em altura, Mutaz Essa Barshim fez a festa da torcida ao vencer a prova com a marca de 2.37, seguido de Mikhail Akimenko e Ilya Ivanyuk saltando para 2.35, com Akimenko ficando com a prata no desempate.

Na final masculina dos 3.000m com obstáculos, o queniano Conseslus Kipruto e o etíope Lamecha Girma protagonizaram uma emocionante chegada, com o queniano ficando com a vitória por apenas um centésimo de diferença. O bronze da prova ficou com o marroquino Soufiane El Bakkali.

Na final masculina dos 400m rasos, o bahamense Steven Gardner ficou com o ouro marcando o tempo de 43.48. O colombiano Anthony José Zambrano fez o tempo de 44.15, ficando com a prata e conquistando a segunda medalha sul-americana do Mundial. O americano Fred Kerley fez o tempo de 44.17 e ficou com o bronze.

Foram disputadas as eliminatórias do revezamento 4x100m. No masculino, o Brasil fez o sexto melhor tempo no geral com 37.90, se classificando para a final. Já no feminino, a equipe brasileira havia feito o quinto melhor tempo no geral, porém foi desclassificada pela organização por conta de uma invasão de raia de Bruna Farias, atleta que abriu o revezamento brasileiro.

O oitavo dia foi encerrado com a prova masculina de 20 km da marcha atlética, em que o japonês Toshikazu Yamanishi ficou com o ouro com o tempo de 1:26.34, quinze segundos à frente de Vasiliy Mizinov e vinte e seis segundos à frente de Perseus Karlström, que completaram o pódio. O brasileiro Caio Bonfim acabou tendo sua prova prejudicada já que recebeu três punições e teve que ficar dois minutos fora da pista e terminou a prova apenas em 13° lugar com o tempo de 1:31:32. Outro brasileiro que disputou a prova foi Moacir Zimmermann, que ficou em 39° lugar com o tempo de 1:44.16.

Foto: Lavandeira Jr / EFE

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes