Judoca Rafaela Silva é pega em exame antidoping feito nos Jogos Pan-americanos de Lima


Uma bomba caiu no esporte olímpico nessa sexta-feira (20). A campeã mundial, olímpica e pan-americana Rafaela Silva de 27 anos foi pega em um exame antidoping realizado nos jogos Pan-americanos de Lima, segundo informações do site globoesporte.com e do blog olhar olímpico. 

O Instituto Reação, que a atleta defende nas competições nacionais de judô,  anunciou uma coletiva para essa sexta (20) às 15 horas no Rio de Janeiro com a presença da atleta para explicar a situação, já que a Federação internacional de Judô deve divulgar o doping de Rafaela até a segunda-feira (23)

Segundo o blog olhar olímpico, a substância proibida encontrada no exame antidoping foi o Fenoterol, broncodilatador presente no remédio para asma Berotec. Para usá-lo, o atleta tem que pedir a AUT (Autorização de Uso Terapêutico) e justificar o motivo à Wada (Agência Mundial Antidoping). A judoca é asmática e na infância, apresentava quadros de crise asmática.

Já segundo o globoesporte.com,  a atleta será defendida por Bichara Neto, o mesmo que defende Gabriel Santos que caiu em um exame antidoping  antes do mundial de esportes aquáticos com a substância clostebol  e pegou 12 meses de suspensão.

Rafaela é uma das principais judocas brasileiras, e e está em busca da classificação para a sua terceira olimpíada. Ela foi campeã pan-americana em Lima e medalha de bronze no mundial de judô em Tóquio, ambos disputados em agosto desse ano.

Esse foi o quarto resultado positivo de um brasileiro em exame antidoping em Lima. Anteriormente foram pegos Andressa de Morais (Atletismo), Kacio Freitas (ciclismo) e Rodriguinho (vôlei), o maior número desde que os exames antidoping passaram a ser feitos em Jogos Pan-americanos 

foto: Wander Roberto/ COB 
Com informações de olhar olímpico e globoesporte.com

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes