Conjunto do Brasil consegue melhor nota da história na etapa de Kazan da Copa do Mundo de Ginástica Rítmica


No primeiro dia de disputa da etapa de Kazan da Copa do Mundo de Ginástica Rítmica (RUS), o Brasil obteve um resultado histórico no Conjunto. Em uma competição que reúne as equipes mais fortes do mundo, a Seleção Brasileira terminou em 10º lugar e com uma nota inédita. Pela primeira vez na história da modalidade, uma equipe brasileira e das Américas de conjunto tirou 25,95.

A Bulgária, atual campeã mundial na prova das cinco bolas, ficou em primeiro nesta sexta-feira, com a nota 29,00. A Rússia, ouro na Olimpíada Rio-2016, terminou em segundo, com a mesma nota, enquanto a Itália ficou em terceiro, com 28,55. O Brasil não avançou para a final neste aparelho, que acontecerá no domingo (1º).

O décimo lugar do Brasil em Kazan também abre uma boa perspectiva para o Campeonato Mundial de Baku (AZE), que começará em 16 de setembro. A competição será qualificatória para a Olimpíada de Tóquio-2020 e dará vaga aos nove primeiros colocados no geral das duas apresentações (soma das notas das provas cinco bolas e mista).

Neste sábado (31), a Seleção Brasileira volta a competir, a partir das 10h45 (horário de Brasília), na prova mista (três arcos e dois pares de maças). Se ficar entre os oito primeiros, avançará para a final do aparelho, que será domingo.

No individual, Natalia Gáudio e Barbara Domingos não conseguiram vaga nas finais das provas do arco e bola. Natalia tirou 16,350 no arco e 16,600 na bola, encerrando o dia na 33ª colocação no geral. Já Barbara obteve 14,450 no arco e 18,450 na bola, completando a primeira etapa da competição em 34º no geral.

As duas voltarão a competir neste sábado, nas qualificatórias das maças e fita. Barbara Domingos fará suas séries a partir das 5h45 e Natalia Gáudio a partir das 7h30. Caso avancem para as finais, as brasileiras competirão no domingo, a partir das 6h.

Foto: CBG

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes