Thiago Braz faz sua melhor marca do ciclo olímpico e fica em terceiro na etapa de Mônaco da Diamond League


A nona etapa da Diamond League foi disputada nesta sexta-feira (12) em Mônaco, com a participação de dois brasileiros. No salto com vara, Thiago Braz conseguiu se recuperar dos maus resultados obtidos nas últimas competições e conquistou a terceira posição saltando para 5.92m, sua melhor marca neste ciclo olímpico. O sueco Armand Duplantis obteve a mesma marca que o brasileiro, mas ficou na segunda posição pelos critérios de desempate. A vitória ficou mais uma vez com o polonês Piotr Lisek que saltou para 6.02m, melhorando em um centímetro a melhor marca da temporada que era dele mesmo.

O outro brasileiro que disputou a etapa foi Almir dos Santos Júnior na prova do salto triplo, que ficou apenas na sétima posição com a marca de 16.76m. O americano Christian Taylor ficou com a vitória com a marca de 17.82m, recorde do meeting e sua melhor marca no ano. O seu compatriota Will Claye ficou em segundo com 17.75m.

Outras cinco provas masculinas foram disputadas valendo a corrida pelo diamante. Os americanos dominaram a prova dos 100m rasos, ocupando as três primeiras posições. A vitória ficou com Justin Gatlin com 9.91, desbancando Noah Lyles por um centésimo. Nos 400m rasos, a vitória ficou com Steven Gardiner (BAH) com 44.51. Nos 800m rasos, Nijel Amos (BOT) venceu a prova com a marca de 1:41.89, batendo o recorde do meeting e assumindo a liderança do ranking mundial.

Outro que assumiu a liderança do ranking mundial foi o marroquino Soufiane El Bakkali, que venceu a prova dos 3.000m com obstáculos, fazendo o tempo de 8:04.82. E no lançamento do dardo, o alemão Andreas Hofmann levou a melhor com a marca de 87.84m.

No feminino foram disputas cinco provas olímpicas valendo a corrida pelo diamante. Nos 200m rasos, Shaunae Miller-Uibo (BAH) venceu a prova com o tempo de 22.09, sua melhor marca no ano. Nos 100m com barreiras, a americana Kendra Harrison e a jamaicana Danielle Williams fizeram suas melhores marcas do ano, com a americana levando a melhor com 12.43, nove centésimos à frente da jamaicana. 

Nos 400m com barreiras, a americana Sydney McLaughlin foi absoluta fazendo o melhor tempo do ano da prova com 53.32, mais de um segundo de vantagem sobre a compatriota Ashley Spencer. No salto em altura, a vitória ficou mais uma vez com Mariya Lasitskene com a marca de 2.00m. E no salto triplo, a venezuelana Yulimar Rojas levou a melhor com a marca de 14.98m.

A próxima etapa da Diamond League será disputada em Londres no dia 20 de julho.

Foto: Divulgação/IAAF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes