Bia Haddad Maia é pega em exame anti-doping e está suspensa provisoriamente pela ITF



A melhor jogadora de tênis do Brasil, Beatriz Haddad Maia foi suspensa preventivamente pelo Programa Anti-Doping do Tênis a partir do dia 22 de julho de 2019, informou a Federação Internacional de Tênis (ITF) em comunicado à imprensa. Ainda foi informado que até a presente data, a jogadora optou por não apelar diante da decisão apesar de ter o direito de defesa.

Por meio de seu advogado, o Dr. Bichara Neto, a tenista de 23 anos afirmou que "recebeu com surpresa, na manhã desta terça-feira (23), a notificação" e que "esclarece que jamais procurou obter vantagem indevida, sempre respeitou o jogo limpo e que trabalhará na sua defesa para provar sua inocência". 

Bia Haddad, 99ª melhor do mundo, que chegou a ser a 58ª melhor do mundo, foi pega em um exame de urina apresentado no dia 4 de junho, durante sua participação no WTA de Bol, na Croácia. A amostra enviada à Agência Mundial de Anti-Doping (WADA, em inglês), em Montreal (CAN) apresentou metabólitos SARM S-22 e SARM LGD-4033 que estão na lista de produtos proibidos.

A jogadora foi acusada formalmente no dia 12 de julho, com a suspensão tendo efeito a partir do dia 22. A WTA ainda não informou se ela irá perder os pontos e a premiação dos torneios que aconteceram após o dia 4 de junho, incluindo o Grand Slam de Wimbledon, onde ela venceu a espanhola Gabriela Muguruza, campeã em 2016, no jogo de estreia. Sua derrota para Harriet Dart (GBR), no dia 4 de julho, foi seu último jogo profissional até o momento.



Fotos: WTA / Reprodução ITF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes