Coluna Nihonde wa Surto: Maratonando o Japão para acostumar o ouvido



Por Luane Magalhães Shimabuku

Um bom jeito de conhecer a cultura de um povo é assistir produções de TV e filmes daquela cultura. E o Japão tem muitos e muitos doramas (que são mini séries se comparadas às nossas séries e novelas), filmes e claro, seus famosos animes.

Fiz uma modesta seleção de doramas que estão em cartaz na Netflix, que é o serviço de streaming mais popular. Porém, existem serviços de streaming só de conteúdo asiático, como por exemplo, o Viki. Tudo legendado em português e facílimo de usar. Também existem os fansubs com links do "mercado alternativo" e no Youtube também se encontra bastante conteúdo.

O grande bacana de assistir programas orientais com a linguagem original é que a gente acostuma o ouvido para o japonês. Quando você vê está atendendo o telefone com o "moshi moshi" ou usando o famoso "neh" em todas as 300 entonações que eles usam. Vocês vão ver! E vamos logo começar com uma série que eu amo porque traz cotidiano, atores bem tradicionais e comida! desculpa, gente! Nasci em maio, sou taurina com ascendente na constelação de fome. Mas procurei pegar um de cada tipo: tem colegial, tem reality show, tem fantasia e muito cotidiano.

1 - Midnight Dinner
É uma série de TV japonesa baseada no mangá de mesmo nome de Yarō Abe. A séries se passa em uma izakaya que abre a meia noite servindo jantar para quem sai tarde do trabalho e passa por ali para comer algo antes e chegar em casa. O chef conhecido apenas como "O Mestre" cozinha o que o cliente quiser - pratos tradicionais e cotidianos - e ouve as histórias dos seus clientes que de tão habituais acabam por formar uma comunidade no restaurante.

2 - Good Morning Call
É uma série de TV baseada no mangá shojo criado por Yue Takasuka. A adolescente Nao Yoshikawa mudou-se para seu próprio apartamento 2DK na cidade, quando seus pais voltaram ao país para administrar a fazenda da família. No entanto, ela logo descobre que Hisashi Uehara, um colega de boa aparência, também está se mudando. Percebendo que eles foram enganados em alugar o mesmo apartamento, eles concordam em se tornar companheiros de quarto, a fim de fazer o pagamento do aluguel. A história segue suas aventuras enquanto eles tentam manter sua coabitação em segredo de seus colegas, com Nao desenvolvendo sentimentos românticos por Hisashi quando ela o conhece melhor.

3 - Atelier
Depois de sair da faculdade e se formar em têxtil, Mayuko Tokida (Mirei Kiritani) começa seu primeiro dia de trabalho na Emotion. A empresa é especializada em lingerie feita sob encomenda e é um pioneiro em seu campo. Mayuko Tokida não tem interesse em moda, mas ela espera trabalhar com novos tecidos na empresa. Na Emotion, ela é imediatamente confrontada com o ritmo frenético da indústria da moda. A empresa tem um show de tronco em apenas 5 dias.

4 - Terrace House
Esse é para quem gosta de reality show. Em uma mansão, são reunidos jovens que terão de conviver por alguns meses bem ao estilo Big Brother, porém, sem provas de resistência ou eliminações. Os jovens são apenas gravados e no final de cada episódio um grupo de celebridades japonesas comenta o que assistiu como se eles também fossem público e estivessem assistindo ao programa. É interessante para conhecer o modo de pensar da geração mais jovem.

5 - Erased
Mais um dorama que vem de um mangá. Neste caso, o mangá Boku Dake ga Inai Machi ("A cidade onde só eu não existo"), escrito e ilustrado por Kei Sanbe que inspira Erased. Na história, Satoru Fujinuma, 29 anos e aspirante a mangaká, volta no tempo sempre quando acontece uma tragédia em especial (sequestro/morte): é um fenômeno conhecido como "revival". Certo dia, sua mãe nota e suspeita a presença de um sequestrador - um assassino em série que cometeu crimes contra alguns colegas de infância de Satoru - por ela perceber e ter a mente aguçada, foi assassinada pelo meliante a facadas de forma fria. O incidente despertou o "Revival", fazendo-o regressar 18 anos no tempo. Não apenas para salvar a mãe, como também seus amigos. A história se passa em 2006 e em 1988, quando viaja 18 anos para trás.

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes