Sem clube, César Cielo treina em centro olímpico paulista e deve abdicar torneios em 2019


Depois de um impasse quanto à continuidade de sua carreira que perdurou entre dezembro e janeiro, Cesar Cielo decidiu permanecer na natação competitiva e pôs na mira os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. Mas, neste recomeço de temporada, o único campeão olímpico da natação brasileira na História tem encarado dificuldades.

Cielo, de 32 anos, viu encerrado seu contrato com o Esporte Clube Pinheiros - que o lançou na década passada e onde ele estava desde o começo de 2017. O acordo tinha duração de dois anos. No momento, o astro não tem vínculo com nenhum agremiação esportiva e vem treinando no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (COTP), na região do Ibirapuera, em São Paulo, e em uma clínica também na capital paulista.

Nas atividades, ele tem recebido orientação de Regis Mencia, treinador que também deixou o Pinheiros recentemente. Cielo e Mencia trabalharam juntos a partir da metade do ano passado em preparação para o Troféu José Finkel, que ocorreu em agosto no clube paulistano, e para o Campeonato Mundial em piscina curta (25m) de Hangzhou, na China, de onde o nadador saiu com duas medalhas de bronze (nos revezamentos 4x100m livre e 4x50m medley masculino).

O multimedalhista já havia adotado o COTP como base para seus treinos nessa década, sobretudo entre 2011 e 2013, quando liderou o projeto PRO 16, um grupo de nadadores de elite que faziam atividades em conjunto.

Enquanto fica à espera de uma proposta de um novo time, o velocista optou por não disputar o Troféu Brasil, que será realizado em abril no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio.

Com isso, ele não terá chance de se classificar para o Campeonato Mundial de esportes aquáticos de Gwangju, na Coreia do Sul, em julho, e para os Jogos Pan-Americanos de Lima, em agosto.

Será, provavelmente, o primeiro Mundial em piscina longa (50m) sem a presença de Cielo desde 2005, quando o campeonato foi realizado na cidade canadense de Montreal.

Para não ficar parado, o campeão olímpico disputará alguns torneios de menor expressão na Europa e, talvez, nos Estados Unidos. Neste final de semana, por exemplo, ele nadará uma exibição na Cidade do México com outros expoentes das piscinas. No mês que vem, viajará para Lima, no Peru, para outro evento.

O nadador avalia se disputará competições como Troféu José Finkel e o Torneio Open, ambos no segundo semestre e em locais a serem definidos, ainda neste ano.

Em meio a treinos e competições, Cielo tem também tocado projetos pessoais. Desde o início de 2018 ele é sócio de uma empresa de materiais esportivos. Além disso, tem feito clínicas para jovens pelo Brasil.


Com informações de globoesporte.com
foto: Sátiro Sodré/ SS Press/ CBDA

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes