Mundial de Ciclismo de Pista 2019 - Dia 2


Quatro finais foram disputadas neste segundo dia em Pruszków (POL), com destaque para a Austrália, que abocanhou três ouros.

A prova masculina do Keirin contou com a participação do brasileiro Kacio Freitas, único representante do país no Mundial. Kacio ficou em terceiro lugar em sua bateria eliminatória, indo para a repescagem, onde ficou em quarto lugar, não avançando para a fase de quartas de final e ficando em 23° lugar na classificação geral.

O ouro ficou com o holandês Matthijs Buchli, que conquistou o seu primeiro título Mundial da prova, depois de conquistar dois bronzes seguidos em 2013 e 2014. A prata ficou com o japonês Yudai Nitta e o bronze com o alemão Stefan Botticher.

A outra prova individual disputada neste segundo dia foi a do Scratch masculino e quem se deu bem foi o australiano Sam Welsford, que conquistou o ouro, com o holandês Roy Eefting ficando com a prata e o neozelandês Thomas Sexton com o bronze.

Nas finais da Perseguição por Equipes, Austrália e Grã Bretanha disputaram o ouro nos dois naipes, com os australianos levando a melhor em ambas as provas, com os britânicos tendo que se contentar com a prata. Foi o décimo segundo título mundial da Austrália no masculino, que de quebra bateu o recorde mundial da prova, com o tempo de 3:48.012. Já no feminino, a Austrália conquistou o seu terceiro título. O pódio na prova masculina foi completada pela Dinamarca, que superou o Canadá na disputa pelo bronze. Já no feminino, quem levou o bronze foi a Nova Zelândia, também superando o Canadá.

Cinco finais serão disputadas no terceiro dia. No masculino, haverá as disputas da Corrida por pontos, Perseguição Individual e Contrarrelógio. No feminino, a briga pelas medalhas será nas provas do Omnium e Sprint Individual.

Foto: UCI

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes