Novo relatório faz denúncias de corrupção envolvendo PyeongChang 2018

Um relatório da emissora sul-coreana SBS revelou alegações de que a Samsung trabalhou secretamente com membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) para garantir os votos necessários para que Pyeongchang sediasse as Olimpíadas de Inverno em 2018.

Em 2011 Pyeongchang estava na sua terceira tentativa de sediar os Jogos de Inverno, para 2010 perdeu pra Vancouver e para 2014 perdeu para Sochi e era de grande interesse do país garantir que os jogos desse ano fosse sediado em solo sul-coreano.

A Samsung, patrocinadora olímpica internacional, não foi autorizada pelas regras olímpicas a apoiar qualquer lance individual.

Mas um e-mail assegurado durante uma investigação do ex-presidente sul-coreano Lee Myung-Bak revelou a existência de uma lista de 27 nomes de membros do COI que supostamente apoiariam a licitação de PyeongChang se certos contratos de patrocínio e contratos de marketing fossem executados. O SBS também relatou uma referência a uma taxa caso PyeongChang obtivessem sucesso em sua candidatura.

Dos 27 membros, doze são de países da África, entre eles Papa Diack, ex-presidente da IAAF.

Em um comunicado a Samsung negou o delito.

Foto:COI


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes