Jordyn Wieber é mais uma ginasta americana a entrar com processo no caso de abuso sexual do ex-médico Larry Nassar


A medalhista de ouro olímpica Jordyn Wieber foi a última ginasta a processar a Michigan State University, a Federação de Ginástica dos Estados Unidos (USA Gymnastics) e o Comitê Olímpico do país sobre o abuso sexual do ex-médico Larry Nassar.

Wieber estava no time “Fierce Five” que ganhou o ouro em 2012. Ela entrou com uma ação na Califórnia na terça-feira (18), alegando que o estado de Michigan e os ex-líderes da USA Gymnastics esconderam a conduta de Nassar do público e da polícia. Ela diz que o abuso durou entre 2006 e 2012, seus registros médicos foram destruídos, e ela e suas colegas de equipe "não estavam protegidas".

Mais de 250 mulheres e meninas dizem que Nassar as assediava sexualmente sob o disfarce de tratamento. Ele está agora na prisão.

As acusadores incluem três outros membros da equipe de 2012 - Aly Raisman, Gabby Douglas e McKayla Maroney.

Aqueles que estão sendo processados negaram alegações de acobertamento.

Foto: Getty Images


Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes