Guia do Mundial de Handebol Feminino 2017 - Grupo B


Dando prosseguimento ao Guia do Mundial de Handebol Feminino, vamos falar do Grupo B, que tem a atual campeã do mundo.

GRUPO B - Bietigheim-Bissingen


 Noruega
Participações: 18
Melhor participação: Campeã em 1999, 2011 e 2015
Campanha em 2015: Campeã
Técnico: Thorir Hergerisson (ISL)

Atual campeã mundial, a Noruega é também a seleção mais vencedora deste século até aqui com 2 títulos mundiais, 2 ouros olímpicos e 6 títulos europeus, chegando novamente com status de favorita a conquistar mais uma taça. As principais destaques da equipe dirigida pelo técnico islandês Thorir Hergeirsson, que já treina a equipe desde 2009, são a armadora-direita Nora Mørk, artilheira do último Campeonato Europeu e a goleira Kari Grimsbø, eleita a melhor da posição nas duas últimas edições de Jogos Olímpicos.


 Suécia
Participações: 8
Melhor participação: 6° lugar em 1993
Campanha em 2015: 9° lugar
Técnico: Henrik Signell 

A seleção sueca tentará melhorar o 6° lugar obtido em 1993, onde foi sua melhor participação. Para isso contará com o talento da armadora-central Isabelle Gulldén, eleita a melhor jogadora do Europeu 2014, onde a Suécia foi medalha de bronze, e a armadora-esquerda Sabrina Jacobsen, eleita a melhor defensora desta mesma edição do Europeu.


 República Tcheca:
Participações: 14 (contando as participações da antiga Tchecoslováquia)
Melhor participação: Campeã em 1957 (como Tchecoslováquia)
Campanha em 2015: Não participou
Técnico: Jan Basny

A então Tchecoslováquia foi a vencedora da primeira edição do Mundial em 1957. Desde o desmembramento do país, a República Tcheca disputou 5 Mundiais, mas sempre com campanhas discretas. As principais destaques da equipe que tentará surpreender do Mundial são a armadora-direita Michaela Hrbková e a ponta direita Jana Knedlíková.


 Hungria:
Participações: 20
Melhor participação: Campeã em 1965
Campanha em 2015: 10° lugar
Técnico: Kim Rasmussen (DEN)

A seleção húngara tem no comando técnico o dinamarquês Kim Rasmussen, que foi semifinalista com a Polônia nas últimas edições do Mundial e espera ter o mesmo êxito com a Hungria, que não chega ao pódio desde 2005. Os destaques do time são a veterana Anita Görbicz, de 34 anos, eleita a melhor jogadora do mundo pela IHF em 2005 e a armadora-esquerda Szandra Szöllősi-Zácsik.


 Argentina:
Participações: 8
Melhor participação: 18° lugar em 2015
Campanha em 2015: 18° lugar
Técnico: Eduardo Peruchena

Em oito participações, a Argentina nunca passou da fase de grupos e terá que fazer milagre para conseguir uma inédita participação entre as 16 melhores do Mundial, já que caiu em um grupo só com adversárias europeias. As principais destaques da equipe comandada pelo técnico Eduardo Peruchena são a armadora-direita Luciana Mendoza e a armadora-central Elke Karsten.


 Polônia:
Participações: 15
Melhor participação: 4° lugar em 2013 e 2015
Campanha em 2015: 4° lugar
Técnico: Leszek Krowicki

A Polônia vem para este Mundial com novo técnico. Leszek Krowicki tenta repetir o sucesso do seu antecessor, Kim Rasmussen, que chegou na semifinal das duas últimas edições: 2013 e 2015. Para ir longe novamente, a Polônia conta com o talento da armadora-central Kinga Achruk e da armadora-esquerda Alina Wojtas.

PARTIDAS DO GRUPO:

02/12 - Sábado
República Tcheca x Argentina
Suécia x Polônia
Noruega x Hungria

03/12 - Domingo
Polônia x República Tcheca
Hungria x Suécia
Argentina x Noruega

05/12 - Terça-feira
Hungria x Argentina
Suécia x República Tcheca
Noruega x Polônia

07/12 - Quinta-feira
Polônia x Hungria
Suécia x Argentina
República Tcheca x Noruega

08/12 - Sexta-feira
Argentina x Polônia
República Tcheca x Hungria
Noruega x Suécia

Na próxima parte do guia, vamos conhecer o Grupo C, que tem a presença da Seleção Brasileira.

Introdução - Regulamento e Sedes
Grupo A


Foto: IHF

Postar um comentário

Copyright © Surto Olimpico. Designed by OddThemes