Últimas Notícias

COB lança Programa de Mentoria para fortalecer a presença feminina entre treinadoras nos Jogos Olímpicos

COB lança Programa de Mentoria para fortalecer a presença feminina entre treinadoras nos Jogos Olímpicos
Foto: Paulo Porfírio/EJU

A delegação brasileira nos Jogos Olímpicos de Paris 2024 tem grandes chances de ser majoritariamente feminina, com 138 mulheres e 93 homens confirmados até o momento. No entanto, essa representatividade ainda não se reflete entre os treinadores. Para aumentar o número de treinadoras no alto rendimento, o Comitê Olímpico do Brasil (COB), por meio da Área Mulher no Esporte e da Diretoria de Desenvolvimento e Ciências do Esporte, lançou o Programa Mentoria Individualizada Reflexão e Ação (MIRA).

O MIRA, que significa Mentoria Individualizada Reflexão e Ação, também é uma analogia ao alvo, refletindo o que o COB deseja atingir. Os objetivos do programa são estimular a consciência e reflexão, estabelecer metas individuais para o aprimoramento de competências específicas, promover aprendizagens contextualizadas, articular conhecimentos profissionais, interpessoais e intrapessoais, e fortalecer a rede de suporte. O público-alvo da primeira edição são 10 treinadoras e/ou assistentes técnicas de seleções nacionais adultas ou das categorias de base. O programa, com duração de 8 meses e suporte financeiro da Solidariedade Olímpica, inclui 11 encontros individuais e quatro em grupo, além do acompanhamento dos mentores in loco durante treinamentos e competições.

Maria Portela, atleta olímpica e treinadora da seleção sub-18 de judô, destacou a importância do programa: “Recentemente tive um bebê e saber que não fui excluída por isso, que tenho a oportunidade de trabalhar, aprender e fazer parte desse grupo, me deixou muito leve. Ser mãe não vai me impedir de ser uma grande treinadora. Isso me deixou muito contente e confortável em fazer parte desse grupo”. O encontro presencial previsto para maio foi cancelado devido às fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul, casa dela e de outras duas treinadoras do grupo.

O time de mentores é composto por Carla Antonucci, Gabriel Cénamo e Elinai Freitas, supervisionados por Paula Korsakas. Para Bruna Rodrigues, treinadora da equipe principal adulta de Blumenau e integrante da Comissão Técnica das categorias de base da seleção brasileira de basquete desde 2017, o MIRA oferece suporte essencial para a evolução do trabalho na CBB: “O programa MIRA é um espaço que veio para desenvolver, mentorar e dar oportunidade para mulheres que buscam seus espaços, oferecendo autonomia e capacidade de exercer seu papel da melhor maneira. Tenho um prazer enorme em fazer parte de mais um programa que tanto está mudando minha carreira através da mentoria”. 

Bruna também expressou sua gratidão ao COB: “Tenho uma admiração e uma gratidão enorme ao COB porque, desde os Jogos da Juventude em 2017, em que fui convocada para a seleção brasileira como assistente técnica, tenho participado de diversos cursos, clínicas e agora do MIRA. Nesses últimos anos, isso tem me ajudado a evoluir e é motivo de muito orgulho e honra”.

A Área Mulher no Esporte, criada pelo COB em 2021, visa fomentar o desenvolvimento de atletas, treinadoras, gestoras e árbitras no ecossistema esportivo do Brasil. Alinhada à estratégia do Comitê, a área busca incrementar os resultados esportivos através da equidade de gênero, promovendo uma cultura de inclusão e reconhecimento da mulher em todos os âmbitos esportivos.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar