Últimas Notícias

Após etapa de Xiamen, Rafael Pereira não se classifica para as séries finais da Diamond League

Foto do estádio Egret. A direita, placa roxa com o símbolo da Diamond League acima da frase Xiamen 2023. As aquibancadas azuis são vistas ao fundo.
Egret Stadium, em Xiamen, pronto para receber a etapa pela primeira vez. Foto: divulgação/Xiamen Diamond League

A Diamond League chega a sua reta final em 2023. A penúltima etapa da competição foi realizada neste dia 02 de setembro, em Xiamen. É a primeira vez que o local recebe uma etapa da liga, que não ia à China desde 2019. 

Izabela da Silva, no lançamento de disco, e Rafael Pereira, nos 110m com barreiras, foram os representantes brasileiros na Ásia. Izabela fez três lançamentos válidos e terminou na 4ª posição com marca de 62.40. A primeira colocada de sua modalidade, a chinesa Bin Feng, fez 67.41. 

Nos 110m com barreiras, Rafael Pereira correu para 13s42 e terminou em 8º lugar. Com ótima recuperação na reta final, o jamaicano Hansle Parchmentr ganhou a prova com 12s96, sua melhor marca da temporada. 

Após a última etapa regular em Bruxelas, que ocorrerá em 8 de setembro, os melhores atletas irão à Eugene, EUA, palco do Mundial de 2022, para as séries finais e definição dos campeões nos dias 16 e 17 de setembro. 

Apesar de não ter se classificado para Eugene, Rafael Pereira já está classificado para os Jogos Olímpicos de Paris, ao bater o índice olímpico em julho no Meeting de Lucerna, na Suíça, ao correr a prova em 13s26. 

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar