Últimas Notícias

Diferentes gerações do futebol de cegos brasileiro se reunirão em São Paulo

Foto: Foto: Renan Cacioli/ CBDV.


Durante alguns dias em fevereiro, quem circular pelo Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, terá a oportunidade de observar o presente e o futuro do futebol de cegos do país dividindo uma rotina de convivência capaz de reunir o pequeno Jhonathan Silva, de 9 anos, que ainda aprende o básico da coordenação motora dentro de quadra, e o experiente Nonato, de 35, autor de gols históricos para a modalidade, como o que garantiu ao Brasil a medalha de ouro nos Jogos de Tóquio, em 2021. Ao todo, 37 nomes de diferentes gerações foram convocados na quarta (1) para o primeiro Campo de Treinamento da base no ano e para a segunda Fase de Treinamentos da Seleção adulta e sub-20.

Os campos de treinamento foram uma iniciativa implementada pela CBDV (Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais) no ano passado para lapidar futuros talentos das três modalidades administradas pela Confederação que estão inseridas na grade paralímpica: futebol de cegos, goalball e judô. A partir de comissões técnicas específicas formadas para garimpar jovens atletas, a ideia é focar na iniciação esportiva para que o processo de renovação das Seleções Brasileiras seja natural e alinhado ao trabalho desenvolvido nas categorias juvenil e adulta. Na primeira temporada, foram 61 meninos e meninas convocados.

"É importantíssimo para a garotada da iniciação dividir o ambiente com o pessoal da Seleção principal, visto que são fãs e se espelham muito neles. Quanto mais conseguirmos diminuir essa distância para que eles possam ter uma troca e crescer dentro da modalidade como pessoas também, mais valores serão agregados. E tenho certeza de que a galera da principal também gosta de ser essa referência e ver essas crianças ali buscando começar na modalidade", diz o técnico David Xavier, que conduz ao lado do treinador Antônio Bahia o trabalho com a formação na base.

Os campos de treinamento do goalball e judô começaram no dia 5. Vale destacar que este ano reserva a disputa de dois importantes torneios destinados às categorias de base: os Jogos Parapan-Americanos de Jovens, em Bogotá, na Colômbia, no início de junho, e o Campeonato Mundial de Jovens de goalball, que será realizado na capital paulista, em julho, e terá as meninas do Brasil defendendo o inédito conquistado em 2019, na Austrália.

0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar