Últimas Notícias

Zé Roberto Guimarães e Felipe Siqueira são eleitos os melhores técnicos de 2022 pelo COB

Divulgação/COB


José Roberto Guimarães, comandante da seleção feminina de vôlei, finalista do Mundial e da Liga das Nações, e Felipe Siqueira, mentor de Alison dos Santos, o Piu, campeão mundial e da Diamond League, foram escolhidos os melhores treinadores do ano de 2022. Eles serão homenageados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB) no Prêmio Brasil Olímpico, a cerimônia de gala do esporte brasileiro, que será realizada no próximo dia 02 de fevereiro, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro.

“Esse prêmio é resultado do trabalho do grupo. Tenho que agradecer às jogadoras, à comissão técnica, à CBV e a parceria do COB. Tivemos um 2022 de muito trabalho e chegamos nas finais das duas principais competições da temporada, o Campeonato Mundial e a Liga das Nações. Foi o primeiro ano de um ciclo olímpico mais curto, com uma equipe renovada, e nos mantivemos entre as melhores seleções do mundo. Temos um grupo forte e podemos brigar de igual para igual contra qualquer seleção do mundo. 2023 já começou, temos muitos desafios, e vamos em busca dessa vaga nos Jogos de Paris”, disse José Roberto, que leva o prêmio pela quinta vez desde o início da premiação em 2001. 

Nos esportes individuais, Felipe Siqueira, 35 anos, nascido em Salesópolis (interior de São Paulo), especialista em velocidade e barreiras, foi o escolhido. Com 13 anos de experiência como treinador, 2022 ficará marcado como o ápice da carreira do mentor de Alison dos Santos desde 2018. Ao lado do professor, Piu conquistou o título da Diamond League, vencendo todas as sete etapas da competição. A temporada invicta contou ainda com outro título inédito para o país: o ouro no Mundial de Atletismo de Eugene (Estados Unidos).

Com bacharelado e licenciatura em Educação Física com especialização em fisiologia do exercício, Felipe já havia sido um dos responsáveis por outros grandes feitos do atletismo brasileiro: conduziu o 4x100 m masculino do Brasil ao ouro inédito no Mundial de Revezamentos de Yokohama, no Japão, em 2019, e Alison dos Santos até a medalha de bronze olímpica nos 400m com barreiras nos Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2021.

“É uma honra receber essa premiação pela história desse prêmio, pelos profissionais que já receberam e também por ser oferecido pela entidade máxima do nosso esporte, que é o COB. Fico muito feliz por me juntar a outros grandes treinadores do atletismo como Nélio Moura e Elson Miranda, nomes que fizeram e seguem fazendo história, representando a nossa modalidade”, disse Felipe.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar