Últimas Notícias

Swiatek, nº 1 do mundo, avança perdendo apenas um game no Australian Open

Foto: Reuters

 

Nesta sexta-feira (20), a nº 1 do mundo, Iga Swiatek, da Polônia, foi a responsável pelo triunfo mais rápido do dia, gastando somente 55 minutos para despachar a espanhola Cristina Bucsa com arrasadores 6/0 e 6/1. Classificada para as oitavas de final, a líder do ranking terá agora um grande duelo contra a cazaque Elena Rybakina, do Cazaquistão, que precisou de três sets para vencer a norte-americana Danielle Collins, em parciais de 6/2, 5/7 e 6/2.


A tenista de apenas 18 anos Coco Gauff, dos Estados Unidos, venceu a compatriota Bernarda Pera em sets diretos, com o placar final de 6/3 e 6/2, depois de 1h35 de jogo. Ela vai encarar na próxima fase Jelena Ostapenko, da Letônia, que venceu com tranquilidade a ucraniana Kateryna Baindl, em parciais de 6/3 e 6/0.

 

Bicampeão do Australian Open (2012 e 2013), Victoria Azarenka segue na competição. Ela superou a norte-americana Madison Keys, 13ª do ranking e semifinalista no ano passado, por 2 sets a 1, parciais de 1/6, 6/2 e 6/1 em 1h40 de partida. Sua próxima rival será a chinesa Lin Zhu, 87ª do ranking, que surpreendeu a grega Maria Sakkari, número 6 do mundo, em uma vitória por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7-3), 1/6 e 6/4.

 

Cabeça de chave nº 3 do Australian Open, a norte-americana Jessica Pegula enfrentou Marta Kostyuk, da Ucrânia. Pegula não deu chances à ucraniana e fechou a partida em 2 a 0, parciais de de 6/0 e 6/2. Ela enfrenta na próxima fase a tcheca Barbora Krejcikova, cabeça de chave 20, que superou a também ucraniana Anhelina Kalinina em sets diretos com parciais de 6/2 e 6/3.

 

Nas disputas de simples masculino, quem segue firme no Australian Open é o canadense Felix Auger-Aliassime. Ele venceu o argentino Francisco Cerundolo em 3 sets a 1, parciais de 6/1, 3/6, 6/1 e 6/4. Ele enfrenta nas oitavas de final Jiri Lehecka, da República Tcheca, que com seus 21 anos surpreendeu o britânico Cameron Norrie com uma grande vitória em 3 a 2, parciais de 6/7 (8-10),6/3, 3/6, 6/1 e 6/4.

 

Atual número 11 do mundo, Hubert Hurkacz, da Polônia, venceu mais uma batalha de cinco sets e chega pela primeira vez às oitavas de final do Australian Open. Ele superou nesta sexta-feira Denis Shapovalov, do Canadá, em 3h37 de partida, com parciais de 7/6 (7-3), 6/4, 1/6, 4/6 e 6/3.

 

O grego Stefanos Tsitsipas teve algum trabalho mas se impôs contra Tallon Griekspoor, dos Países Baixos, e conquistou a vaga para a próxima fase com uma vitória por 3 a 0, parciais de 6/2, 7/6 (7-5) e 6/3. Nas oitavas de final, Tsitsipas terá pela frente o italiano Jannik Sinner, que avançou ao superar o húngaro Marton Fucsovics em uma virada de 3 a 2.

 

A surpresa do dia ficou por conta da eliminação de Daniil Medvedev. Finalista das duas últimas edições, o russo ex-número 1 do mundo não conseguiu superar o norte-americano Sebastian Korda, 31º do ranking, que fechou a partida de 3h em sets diretos com parciais de 7/6 (9-7), 6/3 e 7/6 (7-4). O próximo adversário de Korda em Melbourne será o polonês Hubert Hurkacz.

 

Os brasileiros tiveram um bom dia nas disputas de hoje. (veja mais) Bia Haddad Maia e a sua parceria Shuai Zhang, da China, venceram a dupla Bethanie Mattek-Sands, dos Estados Unidos e Leylah Fernandez, do Canadá, por 2 a 1 parciais finais de 6/7 (5-7), 6/4 e 6/3. Nas duplas mistas, a dupla brasileira Luisa Stefani e Rafael Matos venceram com tranquilidade a dupla chinesa Xinyun Han e Zhizhen Zhang em 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/0. Nas duplas masculinas, Marcelo Melo e Mackenzie McDonald, dos Estados Unidos, se retiraram da competição devido problema do norte-americano.


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar