Últimas Notícias

Bélgica faz história ao vencer a Tunísia no Mundial de Handebol Masculino

Participando de seu primeiro Mundial na história do handebol masculino, a Bélgica fez história neste domingo (15), ao vencer a Tunísia por 31x29. Com grandes chances de avançar para a próxima fase, os belgas foram superiores e colocaram os tunisianos em uma situação complicada: eles precisam vencer a Dinamarca para poder sonhar com o Main Round

Bélgica participa pela primeira vez de um Mundial de Handebol Masculino. (Foto: IHF)

Contando com a experiência da equipe, a Tunísia começou bem a partida e chegou a abrir 2 gols de vantagem. Após a derrota para a Dinamarca, os estreantes belgas pareciam mais a vontade na Arena Malmo e chegaram a ficar na frente do placar durante o primeiro tempo.

Com oito defesas até o primeiro apito, o goleiro tunisiano Yassine Belkaied ajudou o time africano a liderar por 16x14 faltando três minutos para o intervalo. Mas, do lado belga, os jogadores Simon Ooms e Raphael Kötters contaram com a força dos contra-ataques para empatar. Tom Robins ainda conseguiu colocá-los na frente apenas três segundos antes do intervalo.

No segundo tempo, a Bélgica se aproveitou dos erros do adversário e chegou a liderar por 22x20. A reviravolta tunisiana veio, virando o placar para 25x24. Com os dois times jogando no mesmo nível, os belgas souberam controlar melhor a partida e foram liderados pelo lateral-esquerdo Raphael Kötters e pelo central Arber Qerimi para manter a vantagem de 31x29. A 45 segundos do final, o goleiro Jef Lettens ainda fez uma defesa crucial na cobrança de sete metros de Mohamed Darmoul

Em outra partida válida pelo grupo H, a Dinamarca derrotou o Bahrein por 36x21 e já está classificada. 

Resultados 15/01

Grupo E

Alemanha 34x33 Sérvia

Catar 29x24 Argélia

Grupo F

Macedônia do Norte 24x34 Países Baixos

Noruega 32x21 Argentina

Grupo G

Croácia 40x22 Estados Unidos

Egito 29x19 Marrocos


0 Comentários

.

APOIE O SURTO OLÍMPICO EM PARIS 2024

Sabia que você pode ajudar a enviar duas correspondentes do Surto Olímpico para cobrir os Jogos Olímpicos de Paris 2024? Faça um pix para surtoolimpico@gmail.com ou contribua com a nossa vaquinha pelo link : https://www.kickante.com.br/crowdfunding/ajude-o-surto-olimpico-a-ir-para-os-jogos-de-paris e nos ajude a levar as jornalistas Natália Oliveira e Laura Leme para cobrir os Jogos in loco!

Composto por cinco editores e sete colaboradores, o Surto Olímpico trabalha desde 2011 para ser uma referência ao público dos esportes olímpicos, não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.

Apoie nosso trabalho! Contribua para a cobertura jornalística esportiva independente!

Digite e pressione Enter para pesquisar

Fechar