Rússia quer criar competições unindo os países do BRICS



O ministro do esporte da Rússia, Oleg Matysin, disse nesta semana, que o país está criando novas competições esportivas em conjunto com o BRICS, grupo formado por Brasil, China, Rússia, Índia e África do Sul.

Banida da maioria das competições internacionais em razão da invasão à Ucrânia, a Federação Russa vê na ideia, um jeito de retornar aos torneios  Além do BRICS, o país também conversa com os integrantes da SCO (Organização para cooperação de Shangai), formado por China, Rússia, Cazaquistão, Quirguistão, Paquistão e Uzbequistão

"Estamos trabalhando em diversos formatos com o BRICS e a SCO, juntando os países, quatro bilhões de pessoas vivem nelas. Não é uma alternativa aos campeonatos mundiais, mas sim novos formatos", disse o ministro durante o campeonato russo de atletismo.

"Em todo o caso, esse período fora não durará muito tempo, o mundo esportivo não conseguirá ficar sem a Rússia por um longo período'', completou.

Os Jogos da Amizade

No ano de 1984, em razão do boicote soviético aos Jogos de Los Angeles, a União Soviético criou os Jogos da Amizade, sediado nos países do bloco soviético europeu e Cuba, que aderiu ao movimento. Participaram 49 países, inclusive o Brasil.

O evento ocorreu entre julho e setembro, com as delegações que aderiram ao boicote levando seus principais atletas e as que estavam nos Jogos, levaram em sua maioria, atletas que não se classificaram para a Olimpíada.

Foto: Siphiwe Sibeko/Reuters

Postar um comentário

To Top