CBAt liga sinal de alerta com ameaça de retirada do pista de atletismo do Engenhão


A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) ligou o sinal de alerta com a ameaça de retirada da pista do Engenhão.

As informações são do jornal o Globo.

A pista foi instalada para os Jogos Olímpicos de 2016, realizados no Rio de Janeiro.

Em entrevista ao Globo, o presidente Wlamir Campos falou que: "Queremos saber a posição formal do prefeito e o que será feito da pista. Se houver intenção de retirada, vamos ao Ministério Público. Trata-se de um estádio olímpico, com campo de futebol e duas pistas de atletismo, a interna e a externa, de aquecimento e com o mesmo piso. Tudo construído com dinheiro público."

"Não são móveis e por isso não faz sentido retirá-los. Este é o melhor e único local no Brasil com condições de receber mundiais por causa das duas pistas deste nível. Falamos de cerca de R$ 20 milhões cada, somente em termos do piso e em valores atuais. Foi nela que Usain Bolt deu o último 'tiro' olímpico", completou o dirigente, que busca uma reunião com o prefeito da cidade, Eduardo Paes.

O novo dono do Botafogo, John Textor, criticou o fato do estádio ter a pista olímpica, dizendo que um estádio Olímpico não é um estádio de futebol e ameaçou deixar do Engenhão.

Ainda segundo o jornal o Globo, o Botafogo disse que não avançou no assunto e a Prefeitura do Rio de Janeiro disse que está a disposição do Botafogo para ajudá-lo e aguarda a proposta de modernização do estádio.

Foto: Vanderlei Almeida/AFP


Postar um comentário

To Top