Felipe Bardi vence duelo contra Rodrigo Nascimento e fatura os 100m rasos do Troféu Brasil de atletismo





 Após seis anos, o atletismo está de volta ao estádio Nilton Santos. O Palco da modalidade nos Jogos Rio 2016 agora sedia o Troféu Brasil de atletismo, que começou nesta quarta (22) e ajudará a definir as últimas vagas da equipe que irá no mundial da modalidade, em julho.


Neste primeiro dia de competições,  tivemos como destaque a prova de 20km da marcha atlética e os 100m rasos. Na marca, Caio bomfim dominou a prova no masculino com o tempo de 1h21m32s e obteve a 11ª medalha de ouro do evento - 10 nas provas do 10km e uma nos 35km: "Estou extremamente feliz por mais um título. Disputar o Troféu Brasil sempre é um prazer, apesar de ser uma prova difícil, 50 voltas na pista, e com adversários fortes, Foi muito legal competir no estádio dos Jogos Olímpicos e no Rio, que também chama muito a atenção" comentou Caio.


Caio Bonfim confirmou favoritismo e venceu nos 20km da marcha atlética


Na categoria feminina, Viviane Lyra confirmou o seu favoritismo e venceu com certa facilidade a prova. Ela completou as 50 voltas na pista em 1h33m37s “Estou muito feliz por marchar na minha cidade e ter toda a minha família na torcida. Meu objetivo aqui era o título e estou feliz por consegui-lo. Ganhar em casa era um sonho.” comemorou Viviane, convocada para disputar os 35 km no Mundial de atletismo.


Nos 100m rasos, Vitoria Rosa venceu fácil no feminino com o tempo de 11s25. Lorraine Martins (11s40) e Ana Carolina Azevedo (11s41) completaram o pódio. No masculino, Rodrigo Nascimento fez o melhor tempo das semifinais pela manhã com  o tempo de 10s04, apenas dois centésimos mais lentos que o recorde da competição, feito por Paulo André - que optou ficar de fora do Troféu Brasil e do mundial para se preparar melhor para as competições do segundo semestre - e carimbou vaga para o mundial de atletismo - Felipe Bardi e Erik Felipe já tinham índice para o mundial.


Esta mesma série semifinal teve a participação também do bicampeão olímpico paralímpico e recordista mundial da categoria T47 Petrúcio Ferreira. O paratleta terminou em sétimo ugar, com 10.52 – seu melhor resultado é de 10.29, não se classificando para a final da prova. 


Na grande decisão à noite, o tão esperado tempo abaixo dos 10 segundos não veio, mas brilhou a estrela de Felipe Bardi, que em uma disputa emocionante com Rodrigo, fez o mesmo tempo - 10s13 - e venceu no photochart. Erik Felipe com 10s26 completou o pódio.


Com o resultado, foram definidos os atletas que representarão o Brasil no revezamento 4x100m no mundial: Felipe Bardi, Rodrigo Nascimento, Erik Felipe, Derick Souza e Gabriel Aparecido Garcia.


Nesta quinta, teremos como destaque do dia a prova dos 110m com barreiras, com Gabriel Constantino, Eduardo de Deus e Rafael Pereira duelando pelo título. 


Confira abaixo os outros vencedores do dia: 

5000 metros feminino - Simone Ferraz, 16m02s34

5000 metros masculino - André Luiz Silva, 14m09s11


Fotos: Wagner Carmo/ CBAt

Postar um comentário

To Top