Tênis de mesa brasileiro garante duas medalhas no primeiro dia de disputa do Aberto Paralímpico da Eslovênia


A quarta-feira (11) foi positiva para o Brasil no tênis de mesa paralímpico. O primeiro dia de disputa do Aberto da Eslovênia, no qual foram realizadas competições individuais, reservou boas notícias para o Brasil: duas medalhas já estão garantida e alguns de nossos atletas conseguiram classificação para as as quartas e oitavas do torneio, tanto no feminino quanto no masculino.

Na classe 9 do feminino, Danielle Rauen e Jennyfer Parinos se classificaram para as semifinais, garantindo as primeiras medalhas para o Brasil. Danielle estreou no Grupo 2 batendo a indiana Sahana Ravi, por 3 a 0 (12/10, 11/1 e 11/1). Em seguida, foi derrotada pela turca Neslihan Kavas, por 3 a 2 (9/11, 11/7, 11/9/ 5/11 e 8/11). Porém, ao vencer por 3 a 0 a colombiana Jessica Lorena Alzate, com parciais de 11/1, 11/5 e 11/3, conquistou vaga nas semifinais para enfrentar a húngara Alexa Szvitacs.

A estreia de Jennyfer no Grupo 1 não foi boa: perdeu por 3 a 0 para Alexa Szvitacs, da Hungria. Porém, a brasileira se recuperou vencendo a tcheca Nela Kemlinkova, por 3 a 0 (11/9, 11/5 e 11/7). E num duelo dramático, superou a croata Mirjana Lucic, por 3 a 2 (parciais de 6/11, 11/8, 11/9, 9/11 e 11/8), para enfrentar a turca Neslihan Kavas na semi.

Duas outras brasileiras também foram muito bem nesta quarta-feira (11). Nas classes 1-2, Cátia Oliveira estreou vencendo a tailandesa Chilchitraryak Bootwansirina, por 3 a 0 (11/8, 11/7 e 11/8). Na segunda partida, teve que mostrar todo o seu talento para derrotar, de virada, a sérvia Ana Prvulovic: 3 a 2 (6/11, 4/11, 11/9, 11/6 e 11/2). A seguir, bateu por 3 sets a 0 a holandesa Elizabeth Boers, com parciais de 11/2, 11/4 e 11/4, garantido vaga nas quartas de final para enfrentar a finlandesa Maaria Tapola.

Joyce Oliveira, por sua vez, começou sua participação na classe 9 vencendo a macedônia Slobodanka Guresic por 3 a 0 (11/2, 11/4 e 11/5). Na sequência, perdeu por 3 a 2 (7/11, 11/6, 11/13, 15/13 e 7/11) para Wijittra Jaion, da Tailândia, mas a seguir bateu a espanhola Cristina Rubio, por 3 a 0 (parciais de 11/5, 11/1 e 11/4), e enfrentará a sérvia Nada Matic nas quartas.

Pela classe 10, Bruna Alexandre estreou vencendo Bettina Bicsack, da Hungria, por 3 a 0 (11/5, 11/1 e 13/11). No segundo jogo, nova vitória: 3 a 1 sobre a sueca Anja Hanndem (parciais de 9/11, 11/5, 11/6 e 13/11). Os jogos que darão continuidade ao grupo serão disputados no sábado; Bruna enfrentará a romena Ioana-Monica Tepelea e a turca Merve Demir. Finalmente, pela classe 3, Marliane Santos se despediu na fase de grupos.

Masculino


No individual masculino, três brasileiros conseguiram classificação para as oitavas de final do Aberto da Eslovênia: Guilherme Costa, Israel Stroh e Paulo Salmin. Na classe 2, Guilherme estreou no Grupo 2 com derrota de 3 a 2 para o polonês Rafal Czuper (12/10, 4/11, 13/11, 4/11 e 4/11). Depois, venceu o espanhol Miguel Angel Toledo, por 3 a 1 (11/5, 6/11, 11/9 e 11/4), e se classificou para enfrentar o sérvio Martin Ludrovsky nas oitavas.

Israel Stroh e Paulo Salmin disputam a classe 7. Pelo grupo 3, Stroh estreou vencendo por 3 a 2 o argentino Nicolas Kaniuka (11/8, 14/12, 7/11, 5/11 e 11/5). A seguir, bateu o colombiano David Pirajan, por 3 a 1 (11/6, 8/11, 18/16 e 11/6). Por fim, derrotou o indiano Javed Khan, por 3 a 0 (11/2, 11/5 e 11/6) e se classificou para as oitavas, onde enfrentará Chalerpong Punpoo, da Tailândia.

Já Paulo Salmin iniciou sua participação no Grupo 8 derrotando o sueco Carl Gustafsson, por 3 a 1 (11/8, 11/5, 6/11 e 11/3). Depois, perdeu de 3 a 2 para o alemão Jochen Wollmert (13/15, 11/7, 2/11, 11/5 e 8/11). Porém, ao vencer o indiano Sanjeev Hammannavar por 3 a 0, também classificou-se para as oitavas. Seu adversário será o polonês Hubert Chudzicki.

Os outros brasileiros na disputa – Aloisio Lima e Conrado Contessi (classe 1), Iranildo Espindola (classe 2), Lucas Arabian (classe 5), Lucas Carvalho (classe 9) e Claudio Massad (classe 10) – caíram na primeira fase e não brigam mais por medalhas no individual.

Foto: Arquivo Fotojump

Postar um comentário

To Top