Lançadores Pedro Henrique e Luiz Maurício comemoram a quebra da barreira dos 80 metros no dardo


O amazonense Pedro Henrique Nunes Rodrigues (Endurance Sports-AM) e o mineiro Luiz Maurício Dias da Silva (Instituto Correr Bem-RJ) quebraram seus recordes pessoais e superaram a barreira dos 80 metros no lançamento do dardo. Os dois atletas saíram do Campeonato Ibero-Americano de Atletismo, encerrado domingo (22/5), em La Nucia, na região de Alicante, Espanha, muito entusiasmados. De volta ao Brasil, falaram sobre a evolução dos seus resultados na prova.

Pedro Henrique e Luiz Maurício ganharam as medalhas de prata e de bronze, respectivamente, no Estádio Olímpico Camilo Cano, no encerramento da competição espanhola. Pedro lançou o dardo a 80,74 m e Luiz a 80,41 m – segunda e terceira melhores marcas do País na história. Só ficam atrás de Júlio César de Miranda de Oliveira, que em 2015, em São Bernardo (SP), bateu o recorde brasileiro, com 83,67 m. O campeão do Ibero-Americano foi o português Leandro Ramos (81,37 m).

A intenção dos atletas é melhorar ainda mais os resultados durante o Troféu Brasil de Atletismo, de 22 a 26 de junho.

"Agora vou traçar novos planos para o ano que mal começou. A meta do ano era chegar aos 80 metros no Troféu Brasil. Então estou muito feliz com a conquista e com resultado", comentou Pedro Henrique, treinado por Margareth Bahia, em Manaus, que tinha 74,58 m como recorde pessoal desde 2017, em Trujillo, Peru. "Agora é manter o foco nas próximas competições e buscar mais ainda essa melhora", concluiu o atleta, de 22 anos.

Já Luiz Maurício, nascido a 17 de janeiro de 2000, na cidade de Juiz de Fora, comemora o progresso este ano. Ele venceu o Torneio Internacional Loterias Caixa de São Paulo, em 27 de abril, com 78,63 m, que era o recorde pessoal. No GP Brasil, dia 1 de maio, foi prata com 78,53 m, também no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa, em São Paulo.

"Estou numa crescente muito boa. Lançar mais de 80 metros e ainda no Ibero-Americano foi muito bom para minha pontuação no Ranking da World Athletics, pensando em uma participação no Campeonato Mundial do Oregon. Foi um salto importante", disse o atleta, referindo-se ao torneio que será disputado de 15 a 24 de julho, nos Estados Unidos. "Meu objetivo na temporada era lançar 80 metros. Agora é continuar trabalhando para conseguir voos maiores", complementou o lançador que treina no Rio de Janeiro com Fernando Barbosa de Oliveira.

Foto: Wagner Carmo/CBAt

Postar um comentário

To Top