Brasil terá seis surfistas na metade final da temporada masculina da WSL 2022


O Brasil garantiu nesta terça (3), com a realização das oitavas de final da etapa de Margaret River (AUS), seis surfistas na metade final da temporada 2022 da WSL (Liga Mundial de surfe). Se juntaram aos já classificados Filipe Toledo, Miguel Pupo e Ítalo Ferreira, os surfistas Caio Ibelli, Samuel Pupo e Jadson André.


João "Chumbinho'' Chianca não passou, após ser eliminando por Ítalo na sexta bateria. No total, o Brasil terá oito representantes, já que Tati Weston-Webb se classificou no feminino e Gabriel Medina voltará como convidado nas cinco etapas restantes. Os cinco melhores farão a final em Trestles, na Califórnia.


O confronto entre Ítalo e Chumbinho foi muito disputada, com o potiguar saindo na frente e depois tomando a virada, quando o novato achou uma onda 7.77. 


Já nos dez minutos finais, o campeão olímpico conseguiu 6.93 na sua última onda e deu o troco, deixando o placar final em 13.53 a 12.84. O resultado acabou eliminando João Chianca do CT e ele irá disputar o CS (Challenger Series) para poder voltar a elite do surfe em 2023.


O líder do campeonato passou com tranquilidade por cima de Ryan Callinan, fazendo 11.40 (7,17 + 4.23) a 9.27 (5.00 + 4.27), eliminando o australiano da etapa e do campeonato.


Miguel Pupo teve uma bateria tranquila, conseguindo 7.50 na primeira onda, rasgando duas vezes com força a grande parede formada pela série. Sua segunda onda foi pontuada em 4.00, mas mesmo assim, Owen Wright (AUS) não reagiu e acabou eliminado. Agora, o australiano espera a eliminação de Matheew McGillivray (AFS) para saber se passa para a segunda metade da temporada.


Sei irmão mais novo, Samuel, enfrentou um confronto difícil contra Connor O'Leary e só conseguiu a vitória nos últimos segundos da bateria, quando trocou um 3.67 por um 5.40, que somado ao seu 6.33, fez ele ficar com a vaga por 11.73 a 10.84. 


Jadson André superou mais uma vez Kelly Slater (USA), assim como fez na repescagem, pelo placar de 12.60 (7.43 + 5.17) a 9.24. Um pouco antes, Caio Ibelli superou Frederico Morais (PRT), fazendo 15.00 (8.17 + 6.83) a 8.50.


Confiras as baterias das oitavas de final:

1ª: John John Florence (HAW) x Kolohe Andino (USA)

2ª: Callum Robson (AUS) x Griffin Colapinto (USA)

3ª: Matthew McGillivray (AFS) x Samuel Pupo (BRA)

4ª: Italo Ferreira (BRA) x Miguel Pupo (BRA)

5ª: Filipe Toledo (BRA) x Nat Young (USA)

6ª: Caio Ibelli (BRA) x Ethan Ewing (AUS)

7ª: Jadson André (BRA) x Jordy Smith (AFS)

8ª: Jack Robinson (AUS) x Barron Mamiya (HAW)


A madrugada de terça para quarta é o último dia da janela de competição da etapa, ou seja, os homens irão direto das oitavas até a final, enquanto no feminino será disputada a semi e a final.


Foto: Matt Dunbar/WSL

Postar um comentário

To Top