Troféu Brasil de Natação começa com cinco índices para o Mundial de Budapeste

Viviane Jungblut ergue o braço direito para comemorar. Ela veste um maiô laranja e está com meio tronco fora da água
Viviane Jungblut campeã dos 400m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Começou, nesta segunda-feira (4), o Troféu Brasil de Natação disputado no Parque Aquático Maria Lenk no Rio de Janeiro. A competição é a seletiva nacional para o Mundial de Esportes Aquáticos Budapeste 2022. O primeiro dia do evento teve cinco atletas fazendo os índices para o Campeonato Mundial: Stephan Steverink (400m medley), Viviane Jungblut (400m livre), Guilherme Costa (400m livre), Fernando Scheffer (400m livre) e Jhennifer Conceição (100m peito). Veja abaixo como foram as finais.

400m medley masculino
1. Stephan Steverink - Flamengo - 4:16.44
2. Brandon Almeida - Unisanta - 4:18.74
3. Leonardo Santos - Pinheiros - 4:20.92

O primeiro índice da noite saiu nos 400m medley masculino. Stephan Steverink venceu a prova com um tempo de 4:16.44, garantindo a classificação para Budapeste 2022 e também para o Mundial Júnior de natação.

O nadador do Flamengo teve uma ótima recuperação. Ele estava quatro segundos atrás do líder Brandon Almeida após 200m. Stephan cresceu no nado peito, tirando toda a diferença na parcial e abrindo no nado livre. Já Brandon perdeu um pouco do ritmo no final, ficando um segundo atrás do índice para o Mundial. Leo Santos do Pinheiros completou o pódio

Stephan ergue os dois braços para o alto. Sua cabeça está acima da água com uma touca preta e um grande brasão do Flamengo. A água na parte de baixo da foto está toda remexida
Stephan comemora ao fim da prova - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

400m livre feminino
1. Viviane Jungblut - GNU - 4:09.52
2. Maria Paula Heitmann - Unisanta - 4:13.43
3. Aline Rodrigues - Pinheiros - 4:13.75

Viviane Jungblut fez uma grande prova nos 400m livre feminino conseguindo o índice para o Campeonato Mundial de Budapeste. Especialista nas provas de fundo, ela ficou mais contida no início, passando dois segundos atrás da primeira colocada que era Gabrielle Roncatto do Flamengo. Viviane cresceu a partir da segunda metade da prova, logo assumindo a primeira colocação de disparando na frente. Ela terminou com um tempo de 4:09.52, ficando onze centésimos atrás do recorde brasileiro de Joana Maranhão.

O pódio da prova foi completado por Maria Paula Heitmann, da Unisanta, que se manteve o tempo todo nas primeiras colocações, e Aline Rodrigues, do Pinheiros, que assumiu o terceiro lugar nos últimos 100m da prova. 

No quarto lugar ficou Luiza Lima, com 4:15.31, conseguindo o índice para o Mundial Júnior. Já Gabrielle Roncatto, que chegou a liderar a prova, foi a sexta colocada com 4:16.65.

100m peito masculino
1. Felipe França - Minas - 59.88
2. João Gomes Júnior - Pinheiros - 1:00.01
3. Evandro Silva - Paineiras - 1:00.67

Os 100m peito masculino foi a primeira prova da noite onde não teve atletas nadando abaixo do índice para o Mundial. João Gomes Júnior e Felipe França começaram bem na prova, passando os primeiros 50m na casa dos 27 segundos. A volta foi mais fraca e ambos acabaram terminando acima do tempo exigido por menos de três décimos. 

França, como o vencedor da prova, deve ser convocado para  o Mundial para a parcial do nado peito no revezamento 4x100m medley masculino, que tem a classificação pendente aos tempos das outras provas de 100m no Troféu Brasil.

100m peito feminino
1. Jhennifer Conceição - Pinheiros - 1:07.12 (recorde brasileiro)
2. Ana Carolina Vieira - Pinheiros - 1:08.30
- Macarena Ceballos - ARG - 1:08.50*
3. Pâmela Alencar - Flamengo 1:09.23

Jhennifer com metade do corpo para cima da água fazendo o movimento característico do nado peito
Jhennifer durante os 100m peito feminino - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
O Pinheiros fez uma dobradinha nos 100m peito feminino. Jhennifer Conceição foi a vencedora da prova, liderando de ponta a ponta. Ela fez um tempo de 1:07.12, conseguindo o índice para o Mundial e melhorando o recorde nacional que já era seu em um centésimo.

A olímpica Ana Carolina Vieira conseguiu seus dois melhores resultados da vida na prova nesta segunda-feira. Ela já havia nadado pela primeira vez abaixo de 1:09 nas eliminatórias e melhorou ainda mais na final, terminando com 1:08.30. 

O pódio foi completado pela argentina Macarena Ceballos e também por Pâmela Alencar do Flamengo que recebeu um bronze como a terceira melhor brasileira da prova.

400m livre masculino
1. Guilherme Costa - Unisanta - 3:47.42
2. Fernando Scheffer - Minas - 3:48.13
3. Eduardo Moraes - Minas - 3:50.30

Rosto de Cachorrão de lado em cima da água. Ele usa uma touca branca da Unisanta com a logo da marca speedo na frente. Ele cveste um par de óculos de natação preto com detalhes em verde fluorescente
    Cachorrão durante a final dos 400m livre - Foto: Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Guilherme "Cachorrão" Costa (800m livre)  e Fernando Scheffer (200m livre) já estavam classificados para o Mundial de Budapeste nas provas em que foram finalistas nos Jogos Olímpicos Tóquio 2020. Agora cada um garantiu presença em mais um evento, com os índices conquistados nos 400m livre. Os dois nadaram a prova toda na frente, se alternando na liderança em alguns momentos, com Eduardo Moraes logo atrás da dupla finalista olímpica. 

Outro destaque da prova foi João Pierre Gruttola, nadador do Fluminense que ficou em sexto lugar. Ele fez um tempo de 3:53.81, garantindo o índice para o Mundial Júnior de natação.

400m medley feminino
1. Gabrielle Roncatto - Flamengo 4:46.44
2. Nathália Almeida - Unisanta - 4:47.60
- Florência Perotti (ARG) - Pinheiros - 4:47.75
3. Fernanda Goeij - Santa Mônica

Após chegar a liderar os 400m livre e terminar fora do pódio, Gabrielle Roncatto conseguiu voltar à piscina para vencer os 400m medley feminino. Nathália Almeida, liderou a prova no começo, passando os primeiros 250m no ritmo do índice para o Campeonato Mundial. A nadadora da Unisanta não conseguiu manter o ritmo forte nas últimas parciais caindo para a segunda colocação.

Gabi Roncatto cresceu no nado peito, tirando seis segundos de diferença para Nathália na parcial. Nos últimos 50m, ela ultrapassou sua colega de treino (ambas são treinadas por Fernando Possenti no Maria Lenk) para vencer a prova.

A argentina Florência Perotti ficou em terceiro lugar com 4:47.75. Fernanda de Goeij, do clube Santa Mônica, também subiu ao pódio como a terceira melhor brasileira na disputa. Já Luiza Lima, sexta colocada com 4:56.85, conseguiu mais um índice para o Mundial Júnior.

Revezamento 4x100m medley misto
1. Pinheiros 3:47.79
2. Minas 3:54.69
3. SESI-SP 3:54.92

Pela primeira vez o revezamento 4x100m medley misto foi disputado no Troféu Brasil de Natação. O Pinheiros ganhou a prova com uma equipe composta apenas por atletas olímpicos. Guilherme Guido (costas) e João Gomes Júnior (peito) abriram uma boa vantagem no começo para entregar com sobras para as duas mulheres do revezamento. 

Giovanna Diamante (borboleta) e Ana Carolina Vieira (livre) administraram a vantagem e venceram com quase oito segundos de vantagem para a equipe do Minas que levou a prata. O SESI-SP completou o pódio, ficando apenas três décimos atrás do time mineiro.

Classificados - Mundial de Esportes Aquáticos Budapeste 2022


Masculino:
Bruno Fratus - 50m livre*
Stephan Steverink - 400m medley
Fernando Scheffer - 200m* e 400m livre e 4x200m livre
Guilherme Costa - 400m e 800m livre*
Leonardo de Deus - 200m borboleta

Feminino:
Viviane Jungblut - 400m livre
Jhennifer Conceição - 100m peito

*Os finalistas olímpicos de Tóquio 2020 já estão classificados nas suas respectivas provas. Como Scheffer já tem vaga nos 200m livre, ele também está garantido no revezamento 4x200m livre.

Índices - Mundial Júnior de Natação 2022


Masculino:
Stephan Steverink - 400m medley
João Pierre Gruttola - 400m livre

Feminino:
Luiza Lima - 400m livre e 400m medley

Apenas 20 atletas serão convocados para o Mundial Júnior, sendo pelo menos seis no feminino. Se o total de índices passar de 20, serão convocados os atletas com melhores tempos no ranking mundial.

Foto de capa: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Postar um comentário

To Top