Brasil garante presença de equipe no adestramento no hipismo dos Jogos Equestres Mundiais


No sábado, 23/4, no Grand Prix do Concurso de Dressage Internacional (CDI3*) de Beloura, em Sintra, Portugal, a faixa de vice-campeão conquistada por Pedro Tavares de Almeida montando Famous do Vouga foi muito comemorada. A dupla cravou 72,065% de nota média final e 72,065% na avaliação do alemão Gotthilf Riexinger, da Alemanha, juiz 5* da Federação Equestre Internacional (FEI). Foi o melhor resultado da dupla reserva do Brasil nos Jogos de Tóquio e representante do Rocas do Vouga Team desde de sua formação em 2021, e o 5º índice rumo ao Adestramento dos Jogos Equestres Mundiais. Pedro Almeida se manteve na liderança do GP até o último dos 15 conjuntos de quatro países a entrar em pista. O espanhol Cláudio Castilla Ruiz montando Hi-Rico do Sobral venceu com 70,065%, diferença de centéssimos para o brasileiro.

Outro conjunto que garantiu índice para o Jogos foi Nuno Chaves de Almeida montando Feel Good V.O, do Ilha Verde Team, ao fechar sua apresentação no GP com a nota média final de 67,348% e 67,935% com o juiz FEI5* Gotthilf Riexinger. Foi o 2º índice da dupla que estreou nas pistas no início de abril e com mais esse resultado, que agora está tecnicamente qualificada para o Mundial.

lém de Pedro Almeida, o Rocas do Vouga Team contou com outras duas representações no Grand Prix do CDI3* de Beloura: a três vezes olímpica Luiza Tavares de Almeida estreou com Rosa Bella, registrando 61,195% de nota média final, e Thereza Tavares de Almeida, mãe dos atletas, montando Xaparro do Vouga fez 60.500%.


Brasileiros com índices


Três conjuntos que defendem as cores do Brasil já estão habilitados a vagas na equipe do nBrasil de Adestramento por terem alcançado o mínimo de dois índices (MER - Minimum Eligibility Requierement) que é de 66% de nota média final e com um juiz FEI5* em um Grand Prix: João Victor Marcari Oliva montando Escorial Horsecampline, Pedro Tavares de Almeida com Famous do Vouga e Nuno Chaves de Almeida com Feel Gooud V.O.

João Victor Oliva e o Puro Sangue Lusitano Escorial Horsecampline foi formada em setembro de 2020. Representantes do Brasil nos Jogos de Tóquio e o melhor resultado do país em Olimpíadas, o conjunto que representa o Campline Horse Team e o Ilha Verde Team já somam nove índices.

O também olímpico Pedro Tavares de Almeida, reserva em Tóquio, passou a formar conjunto com Famous do Vouga no início de 2021. Com o Puro Sangue Lusitano de criação da família na Coudelaria Rocas do Vouga, o cavaleiro paulista soma cinco índices rumo ao Mundial.

Nuno Chaves de Almeida montando Feel Good V.O registrou no CDI3* de Beloura o 2º índice rumo ao Mundial, o que habilita o conjunto a uma vaga no Time Brasil. A dupla foi formada em 2022 e é um importante reforço na equipe internacional do Ilha Verde Team. Nuno é cavaleiro brasileiro de família portuguesa e radicado em Portugal e coleciona importantes títulos. Sua montaria, Feel Good V.O, é uma das principais apostas da Coudelaria Ilha Verde na seleção alemã de cavalos atletas para a modalidade. Castanho aprovado em Westfalen, Feel Good V.O representa genética campeã através de Franziskus, Dimension, Parforce.

Foto: Arquivo

Postar um comentário

To Top