Uno Shoma vence a competição masculina do Mundial de Patinação Artística

Uno Shoma posa para foto com a medalha de ouro no peito e segurando uma bandeira do japão nas suas costas

O japonês Uno Shoma se tornou campeão mundial de patinação artística neste sábado (26). Ele superou o compatriota Kagiyama Yuma por 15 pontos, para liderar a dobradinha do Japão. O estadunidense Vincent Zhou completou o pódio.

Uno Shoma havia sido o primeiro colocado no programa curto. No longo, se apresentou ao som de uma versão repaginada do clássico "Bolero" de Maurice Ravel. Com exceção de um quádruplo toeloop onde o japonês não conseguiu completar as quatro rotações, a apresentação foi perfeita, com destaque para uma excelente sequência de passos no final. Uno conseguiu pela primeira vez na vida superar os 200 pontos no programa longo e os 300 no total, conseguindo respectivamente 202.85 e 312.48 pontos.

Kagiyama Yuma se apresentou ao som da trilha sonora do filme "Gladiador" (a mesma que Sakamoto Kaori usou para levar o ouro no feminino). A apresentação foi boa, mas os detalhes que faltaram para o ouro foram um quádruplo loop sem rotação (e que foi considerado como um triplo pela arbitragem) e uma refugada no que deveria ter sido um triplo Axel, fazendo apenas um salto simples. Mesmo assim, Kagiyama compensou os erros com os demais quádruplos e boas notas nos componentes do programa, ficando com 191.91 no programa longo e 297.60 no total.

O bronze foi para Vincent Zhou dos Estados Unidos. Após não conseguir competir na disputa individual nos Jogos Olímpicos, testando positivo para Covid-19, o norte-americano conseguiu entregar boas apresentações para subir ao pódio. No programa longo, se apresentou ao som da trilha do filme "O Tigre e o Dragão" e conseguiu 181.54 pontos, terminando com um total de 277.38. 

Zhou havia ficado apenas na sexta colocação no programa curto, mas viu alguns dos atletas que terminaram à sua frente, como Tomono Kazuli (JPN), Ilia Manilin (USA) e Daniel Grassl (ITA) sofrerem quedas no longo e, consequentemente, ficando fora do pódio. Já um atleta que conseguiu escalar várias posições na segunda apresentação foi Camden Pulkinen (USA). Ele foi apenas o 12º segundo no programa curto, mas foi o terceiro melhor no longo com 182.19 pontos. Pulkinem terminou em quinto lugar com 271.69 no total.

Foto de capa: B. Papon/L'equipe

Postar um comentário

To Top