Boxe do Brasil em nove finais no Campeonato das Américas



O Brasil estará presente em cinco finais masculinas do Campeonato Continental de Boxe das Américas. Somando isso às quatro finais do Boxe Feminino, teremos ao todo nove chances de conquistar o Ouro no evento. Mas não será um caminho fácil.

“Estou satisfeito até o momento com o desempenho da Equipe do Brasil. O Continental é um evento muito importante, pois é onde medimos força com nossos principais rivais da América como os tradicionais: Cuba, EUA, República Dominicana, Colômbia, Argentina e México” – disse Mateus Alves, treinador principal da Equipe Olímpica Permanente.

Mateus também ressalta que a equipe ainda não está na melhor forma esportiva do ano, já que ainda estamos dentro dos primeiros três meses de preparação. No entanto, cinco dos nove atletas do Boxe masculino alcançaram a final. No feminino, alcançamos quatro finais de oito possíveis.

Para comparar, a equipe cubana levou sete atletas para o Equador. Um perdeu na estreia e outros dois abandonaram a delegação cubana e fugiram. Um deles seria o provável adversário de Keno Marley na final, mas abandonou a competição antes de sua semifinal. A tradicional equipe de Cuba, portanto, disputará apenas quatro finais.

Das cinco finais masculinas, três são confrontos diretos contra os Estados Unidos. Luiz Gabriel e Isaías Filho pegam os Americanos que são os atuais campeões Mundiais das categorias 57kg e 80kg. Já na categoria até 86kg, Keno Marley, que é o atual vice-campeão mundial, pega outro norte-americano.

Wanderson Oliveira pega um surpreendente atleta do México, que chegou à final norteado por muita qualidade técnica e força. Abner Teixeira, atual medalhista olímpico de Bronze, enfrentou uma chave com três lutas duríssimas. A primeira com o atual medalhista de Bronze no Campeonato Mundial, atleta de Trinidad e Tobago. Na final Abner lutará contra o representante do Chile, um atleta veterano e muito experiente. É o único representante desse país no evento.

Abaixo seguem os confrontos dos brasileiros nas finais:

Luiz Oliveira (57kg) X Antonio Jahmal, dos Estados Unidos.
Wanderson Oliveira (67kg) X Miguel Ramirez, do México.
Isaias Filho (80kg) X Robby Gonzales, dos Estados Unidos.
Keno Marley (86kg) X Rogelio Romero, dos Estados Unidos.
Abner Teixeira (+92kg) X Miguel Correa, do Chile.

Foto: Divuolgação/CBBoxe

Postar um comentário

To Top