Tainá e Vic são campeãs da etapa de Viña del Mar do Sul-Americano de Vôlei de Praia

Tainá e Vic com o ouro da etapa

O Circuito Sul-Americano de vôlei de praia é sinônimo de Brasil no pódio. Neste final de semana, em Viña del Mar, no Chile, Tainá e Vic ficaram com o ouro na disputa feminina. No masculino, Bruno Schmidt participou do primeiro torneio após se recuperar de cirurgia no joelho direito, e ficou com o bronze ao lado de Saymon.

As brasileiras tiveram campanha invicta, com cinco vitórias em cinco partidas – todas por 2x0. Na final, vitória sobre Erika/Filippo, do Paraguai, (21/15 e 22/20).

“Começamos 2022 da melhor forma possível, com título. Este Sul-Americano é muito importante para quem visa o Circuito Mundial. Esta foi nossa primeira competição no ano, e primeira competição neste novo modelo, representando o Praia Clube. Estamos muito orgulhosas deste título, nos deixa bastante motivadas para a temporada”, contou Tainá.

No masculino, o Brasil contou com a estreia da dupla Saymon e Bruno Schmidt. O campeão olímpico na Rio 2016 não entrava em quadra desde agosto de 2022, após a participação dos Jogos de Tóquio, por causa de uma cirurgia no joelho direito. Eles ficaram com o bronze ao vencerem os primos Marco e Esteban Grimalt, do Chile, por 2 sets a 0 (21/19 e 21/14).

“Ainda estou no início desta recuperação, buscando ritmo. Foi bom para iniciarmos este processo, ver o que preciso melhorar. Nossa dupla está apenas no começo”, disse Bruno.

Para Saymon, o resultado mostra o potencial do time recém-formado. “Nossa estreia no Sul-Americano foi muito boa, o que mostra que temos tudo para dar certo. Percebemos que há ajustes a serem feitos, mas no dia a dia iremos lapidando estas arestas. Jogar ao lado do Bruno tem se mostrado uma experiência única. Eu tenho muito o que aprender com ele, que é um excelente defensor. Tudo o que um bloqueador precisa para se complementar eu encontro nele. Isso traz mais confiança e força dentro de quadra. Podemos ir muito longe, e sei que juntos iremos fazer acontecer”, avaliou Saymon.

No Circuito Sul-Americano, as duplas somam pontos para o país. A primeira etapa foi disputada no ano passado, em Santiago, no Chile. George e André Stein levaram o ouro; e Thâmela/Elize Maia, o bronze. Na segunda, mais um ouro para o Brasil com Adrielson/Arthur Mariano, em San Juan (ARG). Em Montevidéu (URU), na terceira etapa, foi a vez de Ângela e Neide conquistarem a medalha de ouro.

Após a disputa em Viña del Mar, ainda estão previstas etapas em Mollendo, no Peru, de 4 a 6 de março; e em Cochabamba, na Bolívia, de 11 a 13 de março. O torneio final, que reúne os melhores países da temporada, está marcado para Uberlândia (MG), de 13 a 15 de maio.

Divulgação: CSV




Postar um comentário

To Top