Eslovênia passa dos mil pontos e vence a disputa por equipes mista no salto com esqui

De colete laranja, Ursa Bogataj, salta com os dizeres Beijing 2022 em vermelho atrás dela

A Eslovênia conquistou nesta segunda (7), o ouro na disputa por equipes mista do salto com esqui após somar 1001.5 pontos nas duas rodadas da competição. O time europeu não deu chances para os adversários desde o início e saiu com o primeiro ouro da prova na história olímpica. O país já tem dois ouros e um bronze em Pequim-2022 só nessa modalidade.


Com a medalhistas de ouro e bronze do feminino em sua equipe, Ursa Bogataj e Nika Kriznar, respectivamente, o time esloveno tomou a vantagem já na primeira rodada, quando dispararam na frente, sendo os únicos a passarem dos 500 pontos, ficando com 506.4 pontos. Ursa foi a maior pontuadora, marcando 133.1 pontos para a equipe. 


Na rodada final, Nika começou somando mais 121.5 pontos e logo depois, Timi Zajc fez 123 e deixou para Ursa, o salto de ouro, faltando ainda mais um salto. 


Ela saltou 100 metros na sua vez, somando mais 124.3 pontos e abrindo 115.5 de diferença para os russos. Peter Prevc saltou 101.5 metros e fechou a prova, já comemorando o título com o resto da equipe


O Comitê Olímpico Russo fechou a primeira rodada em terceiro, mas fez uma excelente segunda rodada, somando muito com os saltadores homens e foi para a prata. Já os canadenses, subiram do quarto na primeira rodada para o bronze na segunda. Ambas foram favorecidas pela ausência das saltadoras norueguesas na final, com problemas nos trajes.


O Japão, medalha de ouro na normal hill masculina com Kobayashi Ryoyu , quase ficou de fora da rodada final após Takanashi Sara ser desclassificada pelo mesmo motivo das norueguesas, porém acabou passando na oitava colocação, eliminando Alemanha e China. Essa desclassificação prejudicou a equipe na pontuação geral e acabou tirando os japoneses de pódio. 


Além de Japão e Noruega, o problema também atingiu a Alemanha, tetracampeã mundial e a Áustria. Elas foram punidas com base em regra que vinculam os trajes ao peso dos atletas, com o objetivo de evitar qualquer vantagem de atletas mais leves.


Foto: Reuters/ Lindsey Wasson

Postar um comentário

To Top