Brasil fica em 20º lugar no bobsled four-man; Alemanha faz dobradinha


O Brasil conseguiu um resultado histórico no bobsled nos Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022,  neste domingo (20). O quarteto brasileiro formado por Edson Bindilatti, Rafael Souza, Erick Vianna e Edson Martins ficou em 20º lugar na disputa do four-man, a melhor classificação de um trenó brasileiro na prova. A Alemanha fez uma dobradinha, com os trenós pilotados por Francesco Friedrich (ouro) e Johannes Lochner (prata).

A meta da equipe brasileira era ficar entre as 20 primeiras posições. Em Jogos Olímpicos, apenas o top-20 participa da quarta descida que define os medalhistas. O melhor resultado do Brasil no bobsled masculino era o 23º lugar em Pyeongchang 2018.

Após as duas primeiras descidas, o trenó brasileiro estava exatamente no 20º lugar, mas muito próximo das equipes que estavam na briga pelo top-15. Na terceira tomada de tempo, o Brasil não fez uma descida tão limpa como nas anteriores, com alguns pequenos erros. Com 59.78, o time capitaneado por Edson Bindilatti teve que secar os adversários, mas conseguiu manter a colocação e avançar para a final.

Na final, o Brasil fez um tempo de 59.61, garantindo a 20ª colocação. No total, 3:58.48 na soma das quatro descidas.

Foto: Vietrus Lacis/IBSF
Este é o melhor resultado masculino do Brasil em Jogos Olímpicos de Inverno. Antes, apenas mulheres haviam ficado no top-20: Isabel Clark no snowboard cross (9ª em 2006, 14ª em  2014 e 19ª em 2010), Nicole Silveira no skeleton (13ª em 2022) e Fabaina Santos e Sally da Silva no bobsled two-woman (19ª em 2014).

Na briga pelo ouro, o dia começou com os dois principais trenós da Alemanha separados por apenas três centésimos. Nas descidas deste domingo, o time de Francesco Friedrich (piloto), Thorsten Margis, Candy Bauer e Alexander Schueller conseguiu aumentar a diferença para 0.37, levando a medalha de ouro com 3:54.30

Foto: Vietrus Lacis/IBSF
O trenó pilotado por Johannes Lochner, com Florian Bauer, Christopher Weber e Christian Rasp ficou na segunda colocação. Os alemães conseguiram um tempo de 3:54.67 na soma das quatro descidas.

A medalha de brozne foi para o Canadá. Justin Kripps (piloto), Ryan Sommer, Cam Stones e Benjamin Coakwell. Os canadenses ficaram na terceira colocação com 3:55.09, superando o outro trenó da Alemanha na briga pelo pódio por apenas seis centésimos.

Foto de capa: Vietrus Lacis/IBSF

Postar um comentário

To Top