Banco encerra patrocínio de esportes de alto rendimento no Brasil


Bradesco e Judô

Depois de 11 anos, o Bradesco deixou de patrocinar o esporte de alto rendimento no Brasil. O banco, que foi patrocinador dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, e chegou a ser o principal patrocinador de seis confederações, decidiu encerrar o apoio às três entidades com as quais ainda tinha contrato até dezembro de 2021.

As informações são do site Maquina do Esporte

Além da primeira Olimpíada realizada no país, o banco apoiou as confederações brasileiras de basquete, judô, natação, remo, rúgbi e vela. Nos Jogos de Tóquio 2020, apenas judô, rúgbi e vela seguiam com o patrocínio do banco, que foi prolongado por mais um ano por conta da pandemia.

As confederações já haviam sido avisadas de que os acordos seriam encerrados, mas apenas nesta segunda semana de janeiro que todos os trâmites burocráticos foram finalizados. 

Ainda de acordo com o site, o banco confirmou que não renovou os contratos após o encerramento dos mesmos, no final do ano passado.

Postar um comentário

To Top