Pinheiros não dá chance para o Minas e conquista o bicampeonato da Copa Brasil Interclubes de judô - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Pinheiros não dá chance para o Minas e conquista o bicampeonato da Copa Brasil Interclubes de judô

Compartilhe

O Esporte Clube Pinheiros conquistou neste sábado (20), o bicampeonato da Copa Brasil Interclubes de judô. O título veio com uma vitória avassaladora sobre o Minas Tênis Clube por 4 a 0. A equipe campeã é formada por Rafael Silva, Vitória Andrade, Ellen Santana, Vinicius Pannini, Rafael Freitas e Beatriz Souza. O bronze ficou com a equipe do Sogipa (RS). 


O clube da zona oeste da capital paulista eliminou o Paulistano por 4 a 0 nas quartas de final e venceu o Sogipa por 4 a 2 na semi. A final deste ano foi a reedição da decisão do ano passado, vencida por 4 a 3 de virada pelo Pinheiros.


A equipe paulistana abriu 2 a 0 com dois ippons, um de Rafael Freitas (73kg) em cima de Fernando Ramos e outro de Ellen Santana (70kg) contra Gabriella Mantena. Após a luta, Gabriella chorou bastante, insatisfeita com a arbitragem, já que o golpe foi desferido no momento no qual seria o tempo técnico. Vale ressaltar, que a chave de braço dada por Ellen havia começado antes do cronômetro bater dois minutos, ou seja, o golpe foi legal. 


Com dois waza-ari, Vinicius Panini (90kg) venceu Eduardo Silva e ampliou a vantagem para 3 a 0. Na última luta, entre Beatriz Souza (+70kg) e Ana Damasceno, a lutadora da equipe mineira levou três advertências e o título ficou mais uma vez com o clube paulista.


Devido a vitória por 4 x 0, Rafael "Baby" Silva e Vitória Andrade acabaram não entrando no tatame.


Na disputa pelo terceiro lugar, o medalhista de bronze em Tóquio-2020, Daniel Cargnin (73kg) abriu o placar para Sogipa após seu adversário, Gabriel Falcão, ser desclassificado por excesso de shidôs. Na luta seguinte, o Reação empatou com Danille Karla (70kg) imobilizando Aline Schmidt nos segundos finais de luta. A equipe carioca virou após Matheus Assis (90kg) ser desclassificado por três punições contra Gustavo Assis.


A equipe gaúcha então empatou com Tailta Libório (+70kg) aplicando um ippon em Renata Januário, mas voltou a ficar atrás após João Cesarino (+ 90kg) dar um waza-ari em cima de Leonardo Lopes no Golden Score. O Sogipa empatou no sexto combate com Jéssica Lima dando um ippon em Jéssica Pereira e a disputa então foi para a luta desempate, que foi exatamente a da categoria 57kg. 


A atleta do reação chegou a imobilizar Lima, que deu três toques no quimono da adversária, caracterizando um ippon, porém o árbitro deu comando de mate simultaneamente e a luta acabou sendo reiniciada. Após o reinício, Jéssica Lima conseguiu pontuar e deu o bronze ao Sogipa.


Foto: Reprodução/ CBJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário