Atletas dos esportes de neve realizam bateria de exames no CT Paralímpico visando Pequim 2022 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Atletas dos esportes de neve realizam bateria de exames no CT Paralímpico visando Pequim 2022

Compartilhe

Cinco atletas paralímpicos da neve estiveram na manhã desta quarta-feira, 17, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, para a realização de uma bateria de exames que fazem parte da preparação para os Jogos Paralímpicos de Inverno, que vão acontecer em Pequim, na China, entre os dias 04 e 13 de março de 2022.
Estiveram presentes os atletas Cristian Ribera, Aline Rocha, Wesley Santos, Robelson Lula e Guilherme Rocha. Eles passaram por exames de sangue e avaliações cardiorrespiratórias.

"Esses exames vão ser muito importantes para mostrar para a gente como estamos fisicamente e como temos nos preparado. Assim, conseguiremos planejar os próximos meses para chegar bem em Pequim. Temos treinado muito forte aqui no Brasil", afirmou Wesley Santos, 23 anos, que teve uma lesão medular devido a um acidente automobilístico.

No último mês de outubro, o Brasil conquistou mais duas vagas por meio de convites bipartite para os Jogos Paralímpicos de Inverno de Pequim 2022. Os atletas contemplados foram Wesley Vinícius dos Santos no Para Cross Country e André Barbieri no Para Snowboard (com participação em ambas as provas, Banked Slalom e Snowboard Cross, nos Jogos).

Desta forma, o Brasil aumenta seu recorde de participação nos Jogos Paralímpicos, totalizando agora seis vagas para o megaevento, com quatro vagas no cross country masculino, uma vaga no cross country feminino e uma vaga no snowboard.

Com a conquista de seis vagas, o país dobra seu o recorde anterior, que ocorreu na participação dos Jogos Paralímpicos de Inverno de 2018 realizados em PyeongChang, na Coreia do Sul.

"Essa rotina de exames é bastante importante para o atleta. Ainda mais depois de um período complicado que passamos da pandemia e agora estamos readaptando o corpo aos treinos", avaliou Robelson Lula, 28 anos, amputado de perna direita e que tem como especialidade as provas de sprint (long e middle distance).

Antes dos Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022, os atletas brasileiros vão participar de competições nos Estados Unidos e na Europa, quando participam da etapa da Copa do Mundo na Suécia e da Europa Cup na Finlândia.

"Estes exames são o pontapé inicial para os Jogos de Inverno. No ano passado, consegui melhorar a minha técnica de curva e espero chegar forte nestas próximas etapas da Copa do Mundo. E a ansiedade já está bastante para Pequim", finalizou Guilherme Rocha, 25 anos, amputado de perna esquerda devido a um acidente com moto.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário