Paraciclista britânica é banida por três anos do esporte após ser flagrada por doping - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Paraciclista britânica é banida por três anos do esporte após ser flagrada por doping

Compartilhe

A paraciclista britânica Erin Mcbride foi banida por três anos após testar positivo para o modulador seletivo do receptor de andrógeno (SARM).

A atleta cega até o ano passado competia em eventos de pista do paratletismo e a partir dessa temporada migrou para competições de paraciclismo.

A jovem de 23 anos foi flagrada em teste realizado pelo UK Anti-Doping (UKAD) fora de competição no dia 3 de março.

O UKAD disse que McBride, após ser notificada do resultado adverso, admitiu o crime e aceitou a punição.

O SARM pode ser usado para tratar perda muscular e queima de gordura.

Normalmente, para casos como esse, a punição é de 4 anos, mas como a atleta confessou sua culpa, o UKAD deu uma punição mais branda de três anos banida do esporte.

Levando-se em conta o período em que McBride esteve provisoriamente suspensa, ela está banida do esporte até 23 de abril de 2024.

“Embora reconheçamos que a Sra. McBride sugeriu que ela não tomou nenhuma substância intencionalmente, as regras são explícitas e claras: o atleta é pessoalmente responsável pelo que está em seu corpo”, disse o diretor de operações do UKAD, Pat Myhill.

Foto: Twitter

Nenhum comentário:

Postar um comentário