Ana Sátila conquista a prata no extreme e fica em 4ª no C1 na etapa da França da Copa do Mundo de canoagem slalom - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Ana Sátila conquista a prata no extreme e fica em 4ª no C1 na etapa da França da Copa do Mundo de canoagem slalom

Compartilhe

A canoísta brasileira Ana Sátila foi vice-campeã do extreme - prova que estreará em Olimpíadas nos Jogos de Paris-2024 - na etapa de Pau, França da Copa do Mundo de canoagem slalom. Em um bom domingo (12), a atleta ainda foi a quarta colocada na disputa do C1 (canoa). Esta foi a última etapa do circuito. Entre os dias 21 e 26 de setembro, será realizado o campeonato mundial da modalidade, na Eslováquia.


No extreme, os atletas disputam baterias com quatro competidores, desde quartas de final até a final, correndo entre si. Os dois primeiros avançam para as fases seguintes. Ana passou em primeira nas quartas e na semifinal, onde chegou a ser atrapalhada no primeiro portão. 


A final foi bastante disputada, a brasileira fez uma boa largada, mas novamente foi atrapalhada no primeiro portão. Mesmo atrapalhada, ela se manteve no pódio e passou a alemã Caroline Trompeter para ficar na segunda colocação, atrás da neerlandesa Martina Wegman. A alemã acabou se enrolando em um dos portões e com isso, a australiana Jessica Fox ficou com o bronze. O resultado garantiu a terceira colocação da brasileira no circuito, atrás de Martina e Caroline.


Na semifinal da canoa (C1), Ana Sátila desceu em 121.42 segundos com duas punições de dois segundos por tocar no portão. Mesmo com os erros, ela passou para final na oitava colocação. Na final, a brasileira fez uma volta limpa marcando 115.51, terminando 1.89 segundos atrás da terceira colocada, a alemã Elena Apel


O título ficou com a tcheca Tereza Fiserova, com o tempo de 111.79, com o resultado ela ficou também com o título do circuito. Campeã do K1, Jessica Fox, foi a segunda colocada, prejudicada pela punição de quatro segundos por toques em dois portões. 


Mathieu Desnos para nas quartas de final

O brasileiro Mathieu Desnos, foi o terceiro colocado em sua bateria nas quartas de final e acabou eliminado para o italiano Christian de Dionigi e o tcheco Vit Prindis. Mais tarde, Vit levaria a prata e Chrsitan o bronze, o ouro ficou com o espanhol Joan Crespo. O tcheco se consagrou campeão do extreme. No sábado, ele foi o campeão do K1. 


No C1 (canoa), prova sem brasileiros, Dênis Chenut (FRA) foi o vencedor com o tempo de 101.40 segundos, 16 milésimos a frente do Benjamin Savsek (SLO), o também esloveno Luka Bozic ficou com o bronze. O francês levou com a vitória, o título do campeonato.


Foto em destaque: Reprodução/COB

Nenhum comentário:

Postar um comentário