Jovane Guissone é prata na esgrima em cadeira de rodas em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Jovane Guissone é prata na esgrima em cadeira de rodas em Tóquio 2020

Compartilhe

É prata! O brasileiro Jovane Guissone conquistou nesta quinta-feira (26) a medalha de prata na espada categoria B da esgrima em cadeira de rodas dos Jogos Paralímpicos de Tóquio. Ele teve uma campanha de sete jogos e cinco vitórias. Na final, foi derrotado pelo russo Alexander Kuzyukov, por 15 a 8.

Esta é a primeira medalha brasileira nesta Paralimpíada fora da natação. Até então, o Brasil já havia conquistado cinco pódios, sendo um ouro, uma prata e três bronzes, todos vindos da natação. Agora, Jovane começa a diversificar o leque do país. O esgrimista também faturou sua segunda medalha paralímpica, após o ouro em Londres-2012, nesta prova.

Apesar de fazer uma campanha consistente na fase de grupos, com quatro vitórias e uma derrota, o brasileiro enfrentou o iraquiano Ali Ammar, a quem nunca tinha vencido. Apesar de estar sempre na frente, o brasileiro viu o medalhista de prata na Rio-2016 empatar em 8 a 8, mas a partir daí largou na frente e venceu por 15 a 10.

Contra o britânico Dimitri Coutya, líder do ranking e que havia passado em primeiro na fase de poules. O britânico saiu na frente, mas ainda no meio do combate Jovane virou e fechou em 15-12, se garantindo na final.

Já na final, Jovane não foi páreo para Kuzyukov. O russo dominou o jogo desde o início e chegou a abrir 11-3 nos primeiros momentos. O brasileiro até esboçou uma reação ao marcar três pontos consecutivos, mas acabou derrotado em 15-8.

Na disputa de bronze, deu Coutya. O bicampeão mundial (2017 e 2019) venceu Andrei Pranevich, de Belarus, por 15 a 11. Seu caminho para a medalha incluiu uma vitória especial, diante do ucraniano Anton Datsko, dono de seis títulos mundiais e ouro no sabre na Rio-2016 a quem considera um dos seus heróis. Coutya derrotou por 15 a 13 o ucraniano de 38 anos nas quartas de final.

*com Mateus Nagime

Foto de capa: Pedro Ramos/rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário