Em sessão sem medalhas, quatro atletas do Brasil avançam nos 100m rasos em Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Em sessão sem medalhas, quatro atletas do Brasil avançam nos 100m rasos em Tóquio 2020

Compartilhe
Ariosvaldo Fernandes, de amarelo, está na cadeira de rodas e capacete

Pela quarta vez sem conquistar medalhas em uma sessão do atletismo na Paralimpíada de Tóquio, quatro atletas do Brasil passaram de fase nos 100m rasos de diversas categorias na noite desta terça-feira (31). Lucas Prado e Felipe Gomes avançaram para a semifinal da na classe T11, enquanto Ariosvaldo Fernandes, no T53, e Tascitha Oliveira, na T36, já estão direto na final.

Lucas Prado foi o principal nome da sessão, ao vencer a primeira bateria eliminatória, com 11.17, o quarto melhor tempo geral. Lucas tem 36 anos e busca sua quinta medalha paralímpica, tendo levado ouro nos 100m, 200m e 400m em Pequim 2008. Em Londres 2012, ele foi prata nos 100m e 400m. 

Felipe Gomes também avançou à semifinal da classe, mas no limite. Ele ficou em segundo lugar em sua bateria e, como apenas o líder de cada série avançou de forma direta, precisou fazer "contas" para descobrir que estava classificado. O brasileiro marcou 11.35, oitava melhor marca. 

Prata nos 100m na Rio 2015, o esportista de 35 anos corre atrás de sua sexta medalha paralímpica, tendo levado ouro no revezamento 4x100m na Rio  e nos 200m rasos em Londres.

Outro brasileiro a competir nesta prova foi o experiente Daniel Mendes da Silva, quinto colocado nesta prova em Pequim-2008. Bicampeão mundial em 2013 e 2015, o atleta de 42 anos não avançou à final após ficar em terceiro lugar em sua bateria, com 11.60, décima melhor marca no geral. 

O destaque geral das eliminatórias ficou para o grego de 21 anos Athanasios Ghavelas, que correndo na mesma bateria de Daniel, bateu o recorde mundial, ao terminar em 10.88 e receber elogios da comentarista, campeã mundial, e duas vezes medalhista paralímpica Verônica Hipólito. As semifinais começam às 9:12 desta quarta-feira.




Se Lucas voou no T11, Samira da Silva Brito se classificou direto para a finalmesmo tendo sido última colocada em sua série eliminatória nos 100m T36. Ela ficou em quinto lugar entre cinco atletas, mas avançou à final com um dos dois melhores tempos gerais, marcando 15.05. Já Tascitha Oliveira ficou com 15.72 e não avançou. A final será disputada nesta quarta, às 07h10.

Ariosvaldo Fernandes se garantiu na final dos 100m T53 de forma direto após ser o terceiro colocado na primeira série eliminatória. Ele marcou 15.30, o mesmo tempo do tailandês Pichet Krungget, que foi o quarto. A decisão pela vaga direta - apenas os três primeiros avançavam - foi decidida no photo finish, mas Krungget também avançou por tempo. A final será nesta quarta, às 07h20.

*Com Mateus Nagime

Foto de capa: Alê Cabral/CPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário