Fernanda Borges supera índice olímpico do lançamento de disco em competição nos EUA - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Fernanda Borges supera índice olímpico do lançamento de disco em competição nos EUA

Compartilhe
Fernanda Borges Martins se prepara para lançar disco representando Brasil


Fernanda Borges conseguiu mais um índice olímpico para o atletismo brasileiro neste sábado (24). Disputando o Chuta Vista High Performance, na Califórnia, EUA, a atleta especialista no lançamento de disco registrou 64,21m para ganhar a competição, superando a marca de 63,50m, necessária para ir a Tóquio-2020 na prova. 

A brasileira conseguiu o lançamento que lhe deu a vaga olímpica em sua quinta tentativa na disputa. Ela ainda deixou a prova com 58,87m, 60,29m, 59,79m e duas queimas.  A segunda colocada foi a nigeriana Chioma Onyekwere, com 63,30m, e a terceira foi a norte-americana Rachel Dincoff, com 62,01m. Ambas conseguiram as melhores marcas de suas carreiras, com a nigeriana ficando a apenas 20 centímetros de Tóquio.

Já o 64,21m alcançado por Fernanda é a sétima melhor marca do mundo na atual temporada. Seu melhor desempenho no ano até então era um 61,58m, feito há três semanas, também nos Estados Unidos. Neste sábado, além do melhor da temporada, também chegou perto do melhor da carreira, que é de 64,66m, obtido em 2018.

Falando ao Surto Olímpico logo após a prova, ela contou estar feliz pelo resultado e se sentindo bem fisicamente, mas confessou que ainda sente a falta de ritmo ocasionado pelo período de treinos em solo norte-americano. “O índice já era esperado e eu não me preocupava em fazer pois sabia que não seria problema”, comentou. 




Fernanda começou a competição lançando a 58,87m assumindo a liderança provisória. Na segunda tentativa alcançou 60,29m e marcou 59,79m no terceiro lançamento. A esta altura, já havia sido ultrapassada por Dincoff, que fez seu PB de 62,01m. Após queimar a quarta tentativa, ela conseguiu a vaga que lhe valeu o título e o índice olímpico no seu quinto lançamento. Na última marca, tentou ampliar a vantagem e se aproximar de seu recorde pessoal, mas queimou novamente.

Atrás de competições de alto nível para seguir aumentando suas marcas, ela abriu mão do Campeonato Sul-Americano que será disputado na Argentina, em maio, e do Troféu Brasil. Na semana que vem, viajará para a Europa onde permanecerá até embarcar para Tóquio, intensificando sua preparação. Ela está confirmada em algumas provas da Diamond League, o circuito de atletismo mais importante do mundo.

Estar com a melhores do mundo nesse momento é mais importante para chegar bem nos Jogos Olímpicos

Aos 32 anos, Fernanda tem em seu histórico recente uma medalha de prata no Pan de Lima 2019 e um sexto lugar no Campeonato Mundial de 2019. Garantida em Tóquio, ela participará de sua segunda edição olímpica. A atleta também esteve presente na Rio 2016, mas não teve um desempenho destacável, não avançando à final do lançamento de disco na ocasião e terminando na 32ª colocação geral.

Foto: Wagner do Carmo / CBAt (Mundial de 2019)

Nenhum comentário:

Postar um comentário