Estadunidense Des Linden bate recorde mundial nos 50Km - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Estadunidense Des Linden bate recorde mundial nos 50Km

Compartilhe


Des Linden quebrou o recorde mundial de 50K na terça-feira depois de correr um tempo incrível de 2:59:54 em Oregon. Correndo sua primeira prova de ultra distância de sua carreira, Linden quebrou o recorde anterior de 3:07:20 que Aly Dixon da Grã-Bretanha estabelecido em 2019 no campeonato mundial de 50K na Romênia. Depois de ficar à frente do ritmo recorde de Dixon desde o início, ela nunca olhou para trás, e o tempo final de Linden foi num para um ritmo médio de 3:36 por quilômetro.

Ter um recorde mundial de qualquer forma é incrível, mas consegui-lo na estreia no evento é ainda mais impressionante. Linden passou mais de uma década correndo maratona, mas ela nunca se aventurou além de 42,2 km antes de terça-feira (não em uma corrida, pelo menos). Apesar de sua inexperiência à distância, ela parecia uma veterana em ultra maratona, e ela partiu com confiança para o recorde mundial, avançando pelos 8 km adicionais depois de passar no checkpoint da maratona.
A carreira de maratona de Linden tem sido uma das melhores da história americana e inclui duas ida para as Olimpíadas (ela registrou uma DNF em 2012, mas terminou em sétimo lugar em 2016), várias corridas entre os 10 primeiros no World Marathon Majors e a vitória na Maratona de Boston 2018. Muitas pessoas ficariam satisfeitas com esse currículo, mas Linden queria mais, e ela decidiu dar uma chance a ultra-distância após a decepção que foi em 2020.

Ela começou 2020 com um quarto lugar nas provas da Maratona Olímpica dos EUA, o que parece bom (e é), mas não foi o suficiente para garantir uma vaga na equipe americana para os Jogos de Tóquio. Ela então mudou seu foco para as maratonas de Boston e Nova York, mas ambas foram canceladas devido ao COVID-19.

Mais uma vez forçada a refocar e encontrar novos planos, Linden correu 800K no mês de outubro para um desafio que ela apelidou de Run Destober. Esse desafio envolvia correr o número de milhas que correspondia à data, o que significa que ela correu uma milha em 1º de outubro e uma milha extra a cada dia até o dia 31, quando ela correu 31 milhas. Nos últimos dias desse desafio, Linden correu mais longe do que uma maratona e, depois de sentir o gostinho das ultradistâncias, decidiu tentar os 50 km.

Graças a essas mudanças inesperadas em 2020, Linden é agora uma detentora do recorde mundial e está apenas começando no ultrarunning. Ela disse que corridas como a Comrades Marathon e UTMB estão em sua lista de desejos, e depois da corrida de terça-feira, não só parece que ela poderia ter um bom desempenho nesses eventos, mas que ela tem potencial para vencê-los. Quaisquer que sejam as corridas que ela escolher, uma coisa é certa: Linden continuará no mundo da corrida por muitos anos.

Foto: Divulgação/ Canadian Running

Nenhum comentário:

Postar um comentário