Brasil reduz tarifa de importação de skates e seus equipamentos; taxa cai de 20% para 2% - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Brasil reduz tarifa de importação de skates e seus equipamentos; taxa cai de 20% para 2%

Compartilhe
Pamela Rosa com a taça de campeã do mundial de Street em São Paulo - 2019

Começa a valer a partir desta terça-feira (27) a medida que reduz o imposto sobre importação de skates e seus equipamentos de 20% para 2%. A nova tarifa foi aprovada pelo executivo em 19 de abril após pedido feito pela CBSk (Confederação Brasileira de Skate) para o Ministério da Cidadania, no início do ano. 


O pedido foi feito visando acesso mais fácil dos skatistas a equipamentos de primeira linhaSegundo o Secretário Especial dos Esportes, Marcelo Magalhães, essa decisão é benéfica para os atletas brasileiros.


"Essa decisão beneficiará diretamente nossos atletas do skate, modalidade que é uma das esperanças de medalhas para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na verdade, ela trará benefícios a toda a cadeia desse esporte", disse.


Marcelo afirma também que como os brasileiros estão no primeiro escalão do skate mundial e é essencial que eles tenham também os melhores equipamentos e a diminuição da tarifa facilita o seu acesso.


"O custo de importação desses equipamentos não é baixo e a alta do dólar dificulta ainda mais a importação. Os atletas do Brasil estão entre os melhores do mundo no skate, mas, para isso, precisam estar em condição de igualdade com adversários no que diz respeito ao equipamento. Esperamos que com a nova alíquota mais atletas possam ter acesso a equipamentos de primeiríssima linha e, assim, possam desenvolver ainda mais seus talentos para representar bem o Brasil nos grandes eventos mundiais", continuou. 


O secretário ainda disse que a redução da tarifa de importação pode marcar o começo de um processo que leve a adoção da mesma medida para equipamentos de outras modalidades, porém não citou quais.


O presidente da CBSk, Eduardo Musa, viu a medida como uma vitória do esporte: "a gente vai conseguir receber agora o melhor dos materiais do mundo no Brasil a um preço justo, de mercado. O Brasil é produtor de materiais de qualidade, mas agora acho que a gente consegue melhorar ainda mais. É uma vitória muito grande do skate nacional", comemorou.


O tricampeão dos X-Games, Sandro Dias, popularmente chamado de Mineirinho, contou que com os altos impostos chegou a parar de trazer equipamentos para o Brasil. 


"Temos bons materiais no Brasil, mas os importados sempre foram um pouco superiores, sem desmerecer os que existem hoje no Brasil, que são muito bons. Sempre foi difícil ter acesso a equipamentos importados pela questão do imposto. Eu mesmo já levei equipamentos e parei por conta disso. Com essa redução as coisas vão ficar mais fáceis para o skate brasileiro", disse o skatista.


Skate em Tóquio

O skate estreará em Jogos Olímpicos em Tóquio-2020 e o Brasil é credenciado para conquistar todos os ouros em disputa. Tanto na modalidade park, quanto na modalidade street, o país tem nomes de muito destaque como Pamela Rosa, Rayssa LealKevin Hoefler, Pedro Barros e Dora Varela.


Rayssa Leal em ação no mundial de Street em São Paulo-2019 (Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br)

O limite de vagas por país no skate é de três em cada uma das provas e a confederação da modalidade já afirmou que pretende usar todas elas. Atualmente, por ter três atletas nas dezesseis primeiras colocações do ranking de cada uma das categorias, o país ocupa todas as suas vagas.


Surte+: Entenda o processo de classificação do Skate para Tóquio 

 

O skate irá retomar suas competições em breve com o Mundial de Street sendo realizado em Roma, entre os dias 31 de maio e 6 de junho, enquanto o Mundial de Park está programado para ocorrer entre 14 e 21 de junho. 


As pistas que serão utilizadas em Tóquio já foram apresentadas e aprovadas pelos consultores da CBSk. A modalidade street inicia os trabalhos com a prova masculina, marcada para o segundo dia de competições, 25 de julho e no dia seguinte, ocorre a prova feminina. Já a modalidade park acontecerá uma semana depois, nos dias 4 e 5 de agosto, seguindo a ordem de primeiro a disputa masculina e depois a feminina.


Foto em destaque: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário