Atletismo Paralímpico do Brasil dá início à temporada 2021 de treinos no CT do CPB


Foto: Alê Cabral/CPB




Velocistas, atletas-guias e lançadores e arremessadores voltaram a frequentar o CT nesta semana. Os velocistas continuam divididos em três grupos que não se encontram. Todos treinam cinco dias por semana e se alternam entre campo, pista de atletismo e academia. 





“Realizamos avaliações periódicas para acompanhar o desenvolvimento dos atletas e eles apresentaram um bom desempenho. Este ano, vai ser mais intenso, com mais tempo de treino. Ano passado, trabalhamos na recuperação, pois os atletas ficaram muito tempo parados por conta da pandemia. Agora, nós já podemos visar Tóquio”, explicou Amaury Veríssimo, técnico-chefe de atletismo. 





Vice-campeão dos 400m na classe T47 no Mundial de Atletismo em Dubai 2019, Thomaz Ruan, de apenas 19 anos, é um dos atletas que retomou os treinos no CT após a virada de ano. O paulista que nasceu com uma má-formação no braço direito estava com a família em Jundiaí, no interior de São Paulo. 





“Estava muito ansioso para voltar. Vim logo para fazer o teste e garantir que estivesse tudo certinho. Vai ser um ano diferente. Ano passado foi complicado e estou esperançoso com 2021. Sei que vai ser difícil com mudanças nos treinos, mas o foco é o mesmo: conquistar uma medalha em Tóquio”, apontou Thomaz, que conquistou o índice classificatório dos 400m para os Jogos Paralímpicos em 2019. 


Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem