Com casos de Covid-19, WSL suspende etapa de Pipeline por tempo indeterminado



A Liga Mundial de Surfe (WSL) anunciou na noite de sexta-feira (11) que o Pipe Masters, primeira etapa do Circuito Mundial de surfe masculino, está suspenso por tempo indeterminado por conta de casos positivos de Covid-19 na equipe do evento. Entre os infectados está o CEO da entidade, Erik Logan.


A WSL informou que acredita que nenhum dos atletas tenha sido exposto, mas que vai manter os protocolos até ter segurança para a continuidade do campeonato. O próximo dia da janela com previsão de boas ondas para o retorno das disputas é no domingo (13).


"A WSL decidiu suspender a competição do Pipe Masters por resultado de testes positivos de COVID-19 dentro da equipe da WSL, incluindo o CEO da WSL Erik Logan. WSL está comprometida em priorizar a segurança dos atletas, funcionários e comunidade acima de tudo, e está trabalhando de forma próxima e transparente com o Departamento de Saúde do Estado do Havaí para determinar o caminho a seguir. Como parte do Plano de Segurança COVID da liga, qualquer pessoa que tenha testado positivo é auto-isolada até que seja liberada e os protocolos de rastreamento de contato tenham sido totalmente implementados. A WSL não acredita que algum atleta tenha sido exposto e continuará a executar os protocolos de segurança ", escreveu a liga em suas redes sociais.


A Etapa de Pipeline, disputada na mítica praia havaiana, só teve a primeira rodada disputada até o momento, com 8 brasileiros avançando direto para a terceira rodada e mais 3 tendo que disputar a repescagem. 


foto: WSL/Tony Heff

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem