As medidas tomadas para o Mundial de Handebol Masculino 2021




O  presidente da Federação Internacional de Handebol, Hassan Moustafa, confirmou que não existem planos para adiar o Mundial de Handebol Masculino 2021, e que vai acontecer com algumas mudanças.


Pela pandemia de COVID-19, o comitê não tinha confirmado até esta entrevista se o mundial aconteceria ou não. Mas o evento que ocorrerá de 14 de Janeiro até 31 de Janeiro de 2021 no Egito vai acontecer, porém com as medidas sanitárias pertinentes e protegendo os atletas. Os rumores de mudança de sede também têm sido desacreditados já que se afirmou que o campeonato vai ser no Egito, onde as medidas de saúde serão feitas da melhor maneira possível, sendo um país muito preparado para este evento e contando com a infraestrutura ideal.


Tomaram-se várias medidas para melhorar o evento. Para começar será a primeira edição onde jogarão 32 equipes em lugar de 24. Mas não é só isso, para evitar lesões e ser equitativos com o fato de que a quantidade de treinamento e de jogos que os jogadores e equipes têm feito este ano tem sido menor, cada equipe poderá ter 20 jogadores em sua lista definitiva (2 a mais). O conselho também aumentou o número máximo de substitutos de três a cinco.


O Estado do Egito está se preparando para fazer desta edição um evento com a melhor segurança, até criaram um Grupo de Trabalho Médico 'IHF COVID-19' que trabalha desde julho elaborando o plano ideal para a gestão do Campeonato Mundial. Também se criou um Grupo de Trabalho de Ministros para apoiar o acontecimento, com os Ministros de Antiguidades e Turismo, Aviação Civil, Saúde e População, Transporte , Juventude, Esportes e claro, o primeiro-ministro Madbuli.


O Dr. Hassan Moustafa emitiu uma carta em Setembro onde deixou claro que a decisão de não adiar o Mundial se tomou levando em consideração a quantidade de implicados que seriam afetados diretamente pela mesma. Desde jogadores, árbitros, juízes e produtores que não poderiam trabalhar, e especialmente os espectadores, apostadores e apaixonados do esporte que não poderiam desfrutar de um dos eventos de Handebol mais importantes do ano. Por isso chegaram à conclusão de que se levará a cabo com a segurança necessária, mas sem decepcionar o mundo do Handebol. Nas palavras dele “Para toda a indústria do Handebol, é de grande importância organizar o 27° Campeonato Mundial Masculino da IHF. Desde a televisão até os patrocinadores e os diferentes públicos, cada ator se beneficia da organização do evento de uma maneira diferente”.


Sem dúvida, o Mundial da IFH no Egito nestas circunstâncias vai ser importante. Todas as partes interessadas terão que cooperar; os jogadores, os clubes, as federações nacionais , o Comitê de Planejamento e até mesmo a IHF. Como espectadores, é um alívio saber que o Mundial continua em vigor.


No mundial passado o campeão foi a Dinamarca, porém o máximo campeão mundial continua sendo a França com seis medalhas de ouro. Neste mundial, o Brasil está  no Grupo B, e sua estreia vai ser no dia 15 de janeiro. E todos poderão fazer Apostas no Brasil de maneira segura e virtual.


foto: divulgação

1 Comentários

  1. Brasil de Handebol Masculino o técnico Washington Nunes Silva Júnior boa sorte que deus te projeta



    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem