Praia Clube e Osasco vencem e avançam no Troféu Super Vôlei - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Praia Clube e Osasco vencem e avançam no Troféu Super Vôlei

Compartilhe





Praia Clube (MG) e Osasco (SP) garantiram as duas últimas vagas nas semifinais do Troféu Super Vôlei feminino. Na quinta-feira (29), o time mineiro e a equipe paulista venceram, respectivamente, Curitiba Vôlei (PR) e Sesi Vôlei Bauru (SP) por 3 sets a 1 (25/20, 22/25, 25/23 e 25/16) e 3 sets a 2 (25/19, 23/25, 22/25, 32/30 e 15/11), no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, em Saquarema (RJ). 


As semifinais serão disputadas nesta sexta-feira (30). O Sesc RJ Flamengo (RJ) medirá forças com o Minas (MG), às 16h30, e o Praia Clube terá pela frente o Osasco, às 19h. A decisão do torneio feminino acontecerá no dia 31 de outubro. 


O segundo dia das quartas de final começou com a vitória da equipe de Uberlândia (MG) sobre o time paranaense. No confronto, a ponteira Fernanda Garay se destacou e ficou com o Troféu VivaVôlei. A atacante analisou a atuação do time mineiro e mostrou felicidade de voltar à quadra depois de um longo período. 


“Durante o jogo, em alguns momentos poderíamos ser mais agressivas no sistema de saque e bloqueio. Acabamos falhando um pouco, especialmente no terceiro set, mas fico feliz por termos conseguido retomar o controle no quarto set. Isso demonstra que temos condições técnicas. Sei que sempre temos que buscar a evolução, não somente do saque, mas de todos os fundamentos. Todos têm que estar afiados para não permitirmos uma reação do adversário. Espero que para as próximas partidas, e a medida que formos ganhando ritmo de jogo, possamos crescer ainda mais”, disse Fernanda Garay. 


Na segunda partida da quinta-feira, o Osasco venceu um duelo extremamente equilibrado contra o Sesi Vôlei Bauru no quinto set. A oposta Tandara brilhou nos momentos decisivos, foi eleita a melhor em quadra e recebeu o Troféu VivaVôlei. 


"É uma vitória importante para dar confiança, acho que o time teve altos e baixos. Começamos muito bem, mas não sei explicar o que aconteceu depois, tivemos uma queda. No quarto set conseguimos puxar o ritmo, no tie-break imprimimos uma velocidade do jogo grande, sem erros, mas depois deixamos elas encostarem no placar. Isso é algo que não pode acontecer, temos que trabalhar isso de alguma maneira. Temos outra pedreira nesta semifinal, temos que ter paciência, ir para cima e ter persistência", finalizou a campeã olímpica.


Foto: INOVAFOTO/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário