Empresa de publicidade parceira do COI fez lobby e financiou candidatura de Tóquio para Olimpíadas de 2020, diz Reuters - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Empresa de publicidade parceira do COI fez lobby e financiou candidatura de Tóquio para Olimpíadas de 2020, diz Reuters

Compartilhe


De acordo com dados divulgados pela agência de notícias Reuters, a Dentsu Inc, empresa de publicidade mais rentável do Japão, fez lobby e financiou com US$ 6 milhões a campanha de Tóquio para sediar os Jogos Olímpicos de 2020, criando um conflito de interesses, uma vez que a companhia tem um contrato separado de comercialização das Olimpíadas. 


Segundo informações da Reuters, a própria Dentsu endossou a contratação do consultor Tan Tong Han (foto), de Cingapura, para integrar a equipe responsável pela campanha de candidatura de Tóquio. Para os promotores franceses que investigam casos de corrupção dentro dos esportes, este consultor desempenhou papel no suborno para que os eleitores votassem em Tóquio nas eleições de 2013, segundo duas fontes sigilosas familiarizadas com a investigação. 


A Dentsu negou participação efetiva na campanha de Tóquio para sediar as Olimpíadas, mas assumiu que quando consultado, auxiliou a equipe da candidatura, incluindo aconselhamentos do próprio Tan. No entanto, registros bancários e declarações de três membros também sigilosos da empresa afirmam que a Dentsu teve um papel mais ativo na campanha, mesmo mantendo um relacionamento comercial com o Comitê Olímpico Internacional (COI), algo que fere diretrizes da entidade. 


O artigo 10 das regras de conduta do COI para cidades que disputam a oportunidade de sediar os jogos estabelece que sua camada superior de anunciantes e parceiros de marketing "deve abster-se de apoiar ou promover qualquer uma das cidades", a fim de "preservar a integridade e neutralidade" do processo de licitação. 


O COI havia se pronunciado sobre o tema no mês passado, quando revelou à própria Reuters que a Dentsu não era parceira da entidade entre 2011 e 2013, época em que foi desenvolvido e entregue o projeto de candidatura de Tóquio para sediar os Jogos de 2020. 


Mas um dos executivos sêniores da Dentsu, Kiyoshi Nakamura, disse aos investigadores do Comitê Olímpico Japonês (JOC) em 2016 que a empresa era parceira de marketing do COI na época da oferta de Tóquio. 


Nakamura disse aos investigadores japoneses que o COI tinha o que ele chamou de “compreensão adulta” no fato da Dentsu em trabalhar diretamente com a campanha de Tóquio. “Eles (o COI) nos disseram para não fazer isso publicamente”. O executivo não especificou quem no COI disse isso à campanha de Tóquio.


Em nota, a Dentsu confirmou o pagamento de US$ 6 milhões, mas não especificou o valor. “Fizemos uma doação em resposta a um pedido de apoio do comitê de licitação, após um adequado processo corporativo interno”, disse a empresa.


Foto: Bloomberg

Nenhum comentário:

Postar um comentário