Simiyu volta como treinador principal do rugby sevens do Quênia para Tóquio 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Simiyu volta como treinador principal do rugby sevens do Quênia para Tóquio 2020

Compartilhe

A Quênia Rugby Union (KRU) contratou seu ex-técnico Innocent Simiyu, que agora será o responsável pela seleção masculina do rugby sevens para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, em menos de um ano.

Depois de reduzir 15 candidatos, o presidente do KRU, Oduor Gangla, afirmou que eles escolheram Simiyu como o melhor candidato. “Innocent apareceu no topo da entrevista, ele foi unanimemente recomendado pelo painel como o melhor candidato para o cargo”, disse Gangla, de acordo com o KBC .

Simiyu, ex-jogador, vai retomar a função no dia 1º de outubro e deve levar o time aos Jogos, que foram adiadas para o ano que vem devido ao coronavírus. Ele também pode ser o responsável pela Copa do Mundo de Rugby Sevens 2022, na Cidade do Cabo, África do Sul.

"Sei que a tarefa é bastante grande e que existem desafios nas condições atuais, mas vou me esforçar para dar o meu melhor e garantir que os jogadores dêem o seu melhor", acrescentou Simiyu.



Ele assume o lugar de Paul Feeney, da Nova Zelândia, que esteve no comando entre setembro de 2019 e junho de 2020, tendo classificado o país para Tóquio em 2020.

Feeney também levou o Quênia à 12ª posição entre 15 na World Rugby Sevens Series na temporada passada, antes que o circuito fosse encerrado abruptamente devido à pandemia. Simiyu já teve três passagens no comando, tendo assumido o cargo pela primeira vez em 2016.

Ele levou o Quênia à sua melhor pontuação na Sevens Series, mas foi demitido em 2018 quando liderou um protesto contra a marca de um patrocinador de camisa.

Na época, os jogadores também acusaram o KRU de fazer mau uso de fundos e criticar Simiyu, considerado o técnico do sevens maior sucesso do país em sua história.

Três dias depois de sua demissão, Simiyu foi recontratado, mas não duraria até o final do ano, depois que Paul Murunga foi nomeado em seu lugar em outubro - poucos meses após sua demissão inicial.

Foto: CNN International

Nenhum comentário:

Postar um comentário