Técnica da Seleção feminina, Pia Sundhage observará jogadoras com a volta das competições de futebol - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Técnica da Seleção feminina, Pia Sundhage observará jogadoras com a volta das competições de futebol

Compartilhe


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já confirmou que o calendário do futebol feminino de futebol contará tanto com competições profissionais quanto de base para a temporada 2020 e 2021. O cronograma nacional necessitou ser adaptado em função da paralisação dos jogos por causa do agravamento da pandemia do novo coronavírus no território nacional.

Sendo assim, a treinadora Pia Sundhage poderá fazer novas observações visando a convocação definitiva para as Olimpíadas de Tóquio. Também adiados pela pandemia, os Jogos ocorrerão entre 23 de julho e 8 de agosto de 2021. Até lá, a técnica poderá acompanhar as partidas do Brasileirão Feminino Série A1 e A2, Estaduais e torneios de base.

De acordo com o planejamento da CBF, a primeira divisão do Brasileiro seguirá com o formato original e recomeçará em 26 de agosto com a disputa a partir da quinta rodada. A previsão de encerramento é para o dia 6 de dezembro deste ano.

A Série A2 voltará somente em 18 de outubro. O torneio, interrompido ainda na rodada inaugural, tem final marcada para 31 de janeiro de 2021. No ano passado, a comissão técnica da seleção assistiu diversos jogos in loco de ambas as divisões para observar determinadas atletas em ação.

Já os torneios com as apostas para o futuro da modalidade precisarão ser adequados, também levando em consideração os torneios sul-americanos. Sendo assim, as meninas do Sub-18 atuarão entre janeiro e fevereiro de 2021, enquanto o Brasileiro Sub-16 se sucederá de 2 a 11 de outubro. A etapa nacional do Sul-Americano Sub-14 ocorrerá entre 14 e 20 de dezembro.

Novidade para o futebol masculino olímpico

Vale salientar que as Olimpíadas contarão com uma novidade na disputa do futebol masculino que deve movimentar os sites de apostas esportivas, como a LeoVegas, que tem o ex-craque Evair como um dos seus representantes no Brasil conforme matéria do iGaming Brazil: LeoVegas Divulga Vídeo de Evair Falando sobre a Cultura das Apostas Esportivas.

O fato novo ocorre porque o Comitê Olímpico Internacional (COI) ampliou a idade limite dos jogadores para os 24 anos. Anteriormente, o limite era de 23 anos. Todavia, essa alteração na regra já era debatida desde a tomada de decisão para mudança da data dos Jogos.


foto: CBF

Nenhum comentário:

Postar um comentário