Morre ciclista paralímpico Gary Longhi, porta-bandeira do Canadá em Sidney 2000 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Morre ciclista paralímpico Gary Longhi, porta-bandeira do Canadá em Sidney 2000

Compartilhe

O Comitê Paralímpico Canadense anunciou, nesta sexta-feira (03), a morte do ciclista paralímpico Gary Longhi, dono de três medalhas olímpicas - incluindo um ouro. Ele faleceu aos 56 anos.

Longhi representou o Canadá em quatro Jogos Paralímpicos: Seul 1988, Barcelona 1992, Atlanta 1996, e Sidney 2000, quando foi porta-bandeira na cerimônia de abertura. Ele venceu uma prata em 1992 e conquistou um ouro e bronze em 1996.

Nascido em Montreal, Longhi foi o primeiro atleta paralímpico a ser introduzido no Hall da Fama do Ciclismo Canadense, em 2017.
Longhi dedicou sua vida ao ciclismo estrada desde os 19 anos, quando sofreu uma lesão cerebral por conta de um acidente de moto em 1983. O ciclismo foi parte de sua reabilitação e foi inserido na categoria de competição paralímpica para pessoas com paralisia cerebral.

"Às vezes na sociedade me sinto um estranho", disse ele. "Na bicicleta, eu sou normal. Tudo é suave, não tão duro como de costume. É liberdade para mim".

Foto: Rob Griffith/Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário